AGÊNCIA DE REPORTAGEM E JORNALISMO INVESTIGATIVO

É rir para não chorar! Charges sobre a Copa

Os comitês populares de diversas cidades já estão discutindo a Copa do Mundo de 2014 – e produzindo arte sobre o tema

O cartunista e jornalista gaúcho Leandro Dóro fez uma série de charges a partir dos problemas discutidos nas reuniões dos Comitês Populares das 12 cidades que receberão a Copa do mundo, no Fórum Social Temático que aconteceu em janeiro em Porto Alegre.

Os comites, formados por moradores de comunidades ameaçadas, organizações não governamentais, urbanistas, professores e cidadãos em geral condenaram os despejos que já aconteceram em nome dos megaeventos e discutiram estratégias para barrar a Lei Geral da Copa, considerada abusiva em vários aspectos.

” Não sou dos que creêm que a Copa do Mundo é um mal para o Brasil, mas sim uma oportunidade para obter visibilidade e mercado internacional, tão necessário para equilibrar a balança comercial” Explica Dóro. “Ainda acredito ser uma boa maneira de gerar melhorias às cidades que, devido a burocracia, demorariam décadas para ocorrer. Mas o poder público e os empresários estão tentando se aproveitar da premissa da pressa para, mais uma vez, gerar desmandos”.

“Infelizmente a população carente brasileira sempre foi manipulada pela elite que a nega e a exclui. Através da janela dos seus apartamentos com ar-condicionado e de seus automóveis hermeticamente fechados enxergam um país que desejam higienizar como fariam com a área de serviço de qualquer apartamento ou casa” diz. “A luta pelos direitos das comunidades carentes precisa persistir, por mais difícil que seja” conclui o cartunista.

O blog Copa Pública é uma experiência de jornalismo cidadão que mostra como a população brasileira tem sido afetada pelos preparativos para a Copa de 2014 – e como está se organizando para não ficar de fora.

 

Tags: , ,

Comentários

Opte por Disqus ou Facebook

Jucá, o tricoteiro de quatro agulhas

| por | 24 de abril de 2017

Presidente do PMDB, principal articulador de Michel Temer no Congresso e uma das estrelas da Lava Jato, Romero Jucá defende uma transição no lugar do extermínio da classe política encurralada pelo maior escândalo de corrupção da história

Watu Morreu

| por , | 22 de abril de 2017

Para os índios Krenak que vivem às margens do rio Doce, a lama proveniente da mina da Samarco trouxe o fim da pesca e da caça e o ocaso de um estilo de vida. A empresa não responde se há salvação para aquelas águas