AGÊNCIA DE REPORTAGEM E JORNALISMO INVESTIGATIVO

Publica Indica -27-07-012

O repórter independente Tadeu Breda informa que o Superior Tribunal de Justiça brasileiro foi acionado para cumprir uma decisão da justiça do Equador contra a empresa petrolífera Chevron no valor de US$ 19 bilhões. A empresa foi considerada culpada por despejar 66 bilhões de litros de petróleo e elementos tóxicos no meio ambiente sem tratamento prévio. As víitimas decidiram acionar a justiça brasileira porque a Chevron já não possui ativos importantes no Equador.

O repórter independente Tadeu Breda informa que o Superior Tribunal de Justiça brasileiro foi acionado para reconhecer  uma decisão emitida pela corte do Equador contra a empresa petrolífera Chevron no valor de US$  bilhões. A empresa foi considerada culpada por despejar 66 bilhões de litros de petróleo e elementos tóxicos no meio ambiente sem tratamento prévio. A empresa também abriu na floresta mais de mil piscinas onde lançou os rejeitos químicos proveniente da extração petrolífera. As víitimas decidiram acionar a justiça brasileira porque a Chevron já não possui ativos importantes no Equador.

Comentários

Opte por Disqus ou Facebook

Uma pena, duas medidas

| por | 17 de julho de 2017

Enquanto as mulheres com filhos pequenos lutam para obter a prisão domiciliar, direito previsto por lei, presos da Lava Jato gozam desse benefício sem amparo da legislação penal

A faculdade estatizada no Mato Grosso

| por | 30 de junho de 2017

Instituição criada por Gilmar Mendes e sua família em Diamantino foi incorporada pelo Estado no governo de Silval Barbosa, amigo do ministro do STF; Ministério Público investiga a legalidade do negócio de R$ 7,7 milhões. Executivo reconhece que não tem recursos para manter a unidade como determina a lei