AGÊNCIA DE REPORTAGEM E JORNALISMO INVESTIGATIVO

Pública Indica 23-08-2012

Na entrevista feita por MARCOS GRINSPUM FERRAZ, publicada no site Nota de Rodapé, Mano Brown conta sobre sua identificação com o líder comunista e guerrilheiro assassinado em 1969 pela ditadura, Carlos Marighella. “A minha maior inspiração foi aproximar o Marighella da periferia, mostrar que é um cara como nós”, conta Mano Brown.

Comentários

Opte por Disqus ou Facebook

Anatomia de um crime 6

, | por | 23 de março de 2017

Repórter da Pública percorre a história do Maracanã, patrimônio cultural destruído com autorização do Iphan e abandonado pelo poder público depois de mais de R$ 1,3 bilhão gasto em obras suspeitas de alimentar a corrupção

Pobre sai, rico fica

Pobre sai, rico fica 2

| por | 16 de março de 2017

A Justiça trata de maneira “diferenciada” os ricaços que têm mansões perto do Jardim Botânico – entre eles, o atual secretário de Habitação do Rio, Índio da Costa