AGÊNCIA DE REPORTAGEM E JORNALISMO INVESTIGATIVO

Pública Indica 03-09-2012

A reportagem de EDUARDO FAUSTINI para o Fantástico mostra como golpistas de clínicas conveniadas, organizações sociais e farmácias populares falsificam diagnósticos e documentos e realizam caixa dois para embolsar dinheiro público. Em Maceió, por exemplo, foram 350 mil reais embolsados por meio das falsas internações de crianças por um suposto surto de pneumonia.

Comentários

Opte por Disqus ou Facebook

Uma pena, duas medidas

| por | 17 de julho de 2017

Enquanto as mulheres com filhos pequenos lutam para obter a prisão domiciliar, direito previsto por lei, presos da Lava Jato gozam desse benefício sem amparo da legislação penal

A faculdade estatizada no Mato Grosso

| por | 30 de junho de 2017

Instituição criada por Gilmar Mendes e sua família em Diamantino foi incorporada pelo Estado no governo de Silval Barbosa, amigo do ministro do STF; Ministério Público investiga a legalidade do negócio de R$ 7,7 milhões. Executivo reconhece que não tem recursos para manter a unidade como determina a lei