Apoie!

Seja aliada da Pública

Seja aliada

Agência de Jornalismo Investigativo

Em Belo Horizonte, marchinha “Imagina na Copa” vence concurso e mostra o que
população está pensando sobre o evento

8 de fevereiro de 2013
Especial: Copa Pública

A Copa do Mundo segue em ritmo de samba em Belo Horizonte. E a melodia parece não
estar agradando à população, que já tem até uma marchinha para lembrar quem realmente
sai ganhando com o mundial. No último dia 28 de janeiro, a música “Imagina na Copa”,
dos compositores Daniel Iglesias, Matheus Rocha e Guto Borges venceu o segundo
Concurso de Marchinhas Mestre Jonas, realizado na cidade.

Criado no ano passado pela agência cultural Cria Cultura, o Concurso de Marchinhas
Mestre Jonas surgiu para resgatar os antigos bailes carnavalescos, com concurso de
fantasias e de marchinhas criadas pela população. A premiação é realizada em um baile
onde as 12 marchinhas selecionadas pela curadoria do Concurso se apresentam e são
avaliadas por um júri, que indica as três finalistas.

As campeãs são então escolhidas pelos participantes do baile, sendo que o primeiro lugar
leva a premiação de R$ 5 mil, o segundo de R$ 3 mil e o terceiro de R$ 1 mil. No ano
passado, a marchinha vencedora foi “Na Coxinha da Madrasta”, que fazia referência à
polêmica envolvendo o presidente da Câmara Municipal, Leo Burguês e seus milhares de
reais gastos em um buffet de sua madrasta.

Neste ano foi a vez da Copa: “O público começou a gritar o nome da marchinha antes
mesmo de ir a votação do júri”, conta a jornalista Brisa Marques, uma das curadoras do
Concurso.

Imagina na Copa

Com referências aos despejos realizados para as obras da Copa e aos interesses dos
políticos locais no mundial, a letra começou com uma brincadeira entre amigos:
“Estávamos de bobeira em casa e o Matheus disse que queria fazer uma marchinha sobre
a Copa, aí já falei ‘imagina na copa’ e fomos escrevendo a letra”, conta Daniel Iglesias,
um dos compositores. Perto da casa onde moram Daniel e Matheus, há um campo de
futebol de várzea que eles costumam frequentar e deve dar lugar a um hotel para o
mundial. “É bizarro pensar que por causa da Copa vão destruir um campinho para fazer
hotel”, comenta Matheus.

A vitória da marchinha surpreendeu os membros do Comitê Local dos Atingidos pela
Copa. “Foi uma surpresa muito marcante, inclusive porque no começo do Comitê
[em 2010] as pessoas achavam que era exagero nosso, e hoje já vemos a população
entendendo melhor os impactos da Copa”, comemora o membro do Comitê, Fidelis
Alcântara.

Ouça a música

#imaginanacopa

Daniel Iglesias, Matheus Rocha, Guto Borges

Derrubaram minha casa
Por um erro de arbitragem
Ai meu deus, essa copa do mundo
É uma puta falta de sacanagem!

Beagá não sai ganhando
Nem se for pra repescagem

Se o filho da babá é dono da bola
Vou levar minha pelada pra Contagem

Se na praça não pode vender pipoca
#imaginanacopa
Se o Laécio tá fechado com a Coca
#imaginanacopa
Se na Guaicurus só ta dando poliglota
#imaginanacopa
Se o burguês pira nas mina de pi… Ôpa!
#imaginanacopa
Se no rádio essa música não toca
#imaginanacopa

Seja aliada da Pública

Faça parte do nosso novo programa de apoio recorrente e promova jornalismo investigativo de qualidade. Doações a partir de R$ 10,00/mês.

Comentários de nossos aliados

 Ver comentários

Esta é a área de comentários dos nossos aliados, um espaço de debate para boas discussões sobre as reportagens da Pública. Veja nossa política de comentários.

Carregando…
Você precisa ser um aliado para comentar.
Fechar
Só aliados podem denunciar comentários.
Fechar

Explore também

CPI propõe maior controle da internet

4 de maio de 2016 | por

Bloqueio do WhatsApp, ocorrido nesta semana, levou a alterações no relatório final da comissão – que ainda assim foi alvo de críticas

Concurso de Microbolsas sobre Energia – Perguntas Frequentes

31 de outubro de 2014 | por

Tire suas dúvidas sobre o Concurso de Microbolsas para Reportagens sobre Energia

A cobertura política em tempos de crise

29 de junho de 2017 | por

Entrevista com jornalistas do Estadão e Folha de S.Paulo analisa a cobertura em meio ao fluxo de informações da Lava Jato e o impacto das denúncias contra o presidente Michel Temer

Mais recentes

Em “presidencialismo sem presidente”, Congresso tem que ter “agenda própria”, diz Renan

23 de maio de 2019 | por

Senador do MDB afirma à Pública que manifestação de domingo será decisiva para os rumos do governo e que se fracassarem: “Ou é renúncia, ou golpe, ou impeachment, pode apostar, que são apostas sem muito embasamento enfático ainda”

Eles também são vítimas do Exército

23 de maio de 2019 | por

Assim como nos casos de Evaldo Rosa e Luciano Macedo, familiares de outros jovens fuzilados por soldados no Rio relatam à Pública tentativa de criminalização das vítimas, ausência de socorro e impunidade

“Nós precisamos dar sustentação ao homem que elegemos”

22 de maio de 2019 | por

Em ato durante a AgroBrasília, produtores rurais e representantes de 76 entidades do setor se vestiram de verde e amarelo para defender reformas da Previdência e tributária e pacote anticrime de Moro e “cobrar” lealdade dos parlamentares a projeto do governo

Login para aliados

Participe e seja aliado.

Fechar