AGÊNCIA DE REPORTAGEM E JORNALISMO INVESTIGATIVO

Pública Indica 21-03

Texto surpereendente de ERIN LAKE, do site The Daily Beast, mostra como a empresa militar privada Blackwater – que ficou famosa por prover soldados mercenários na guerra do Iraque – trabalhava proximamente à CIA. Os detalhes estão em um processo contra a empresa por compra e envio ilegal de armas. A Blackwater se defende relatando em detalhes como compartilhava missões e centros de treinamento com a CIA. “De muitas maneiras, a Blackwater era uma extensão da CIA”, diz o documento da defesa.

Texto surpereendente de ERIN LAKE, do site The Daily Beast, mostra  como a empresa militar privada Blackwater – que ficou famosa por prover soldados mercenários na guerra do Iraque – trabalhava proximamente à CIA. Os detalhes estão em um processo movido pelo governo contra a empresa por compra e envio ilegal de armas. A Blackwater  se defende relatando em detalhes como compartilhava seus empregados, equipamentos e centros de treinamento com a CIA. “A CIA rotineiramente usava a Blackwater em missões no mundo todo”, diz o documento da defesa. “A Blackwater também encobria a atuação de oficiais da CIA operando em missões secretas. De muitas maneiras, a Blackwater, ou pelo menos uma parte dela, era uma extensão da CIA”.

Comentários

Opte por Disqus ou Facebook

Acima de qualquer suspeita

| por | 30 de novembro de 2016

Alvo de sete acusações no CNJ e punido em um único processo, o desembargador Luiz Zveiter concorre pela segunda vez à presidência do TJ-RJ após mudança de regra do tribunal permitir a reeleição

Acima de qualquer suspeita

| por | 30 de novembro de 2016

Alvo de sete acusações no CNJ e punido em um único processo, o desembargador Luiz Zveiter concorre pela segunda vez à presidência do TJ-RJ após mudança de regra do tribunal permitir a reeleição