AGÊNCIA DE REPORTAGEM E JORNALISMO INVESTIGATIVO

Estupros fantasmas na Bolívia

O perfil do jornalista mudou. A nova geração é hegemonicamente feminina, com menos de 35 anos, não sindicalizada, de formação política débil, massacrada pelo tipo de empregabilidade a que está submetida e pela densificação do trabalho. As evidências desta realidade estão reunidas no livro As mudanças no mundo do trabalho do jornalista. Vale a pena ler a resenha do livro “As mudanças no mundo do trabalho do jornalista”, no site USP Online.

Comentários

Opte por Disqus ou Facebook