AGÊNCIA DE REPORTAGEM E JORNALISMO INVESTIGATIVO

EUA: Armas e Crianças

Os repórteres MICHAEL LUO e MIKE McINTIRE, do New York Times, mostram que, nos EUA, a maioria das mortes acidentais com arma de fogo foi causada por crianças que atiram em si próprias, amigos ou irmãos. Analisando atestados de óbitos, laudos médicos e arquivos policiais, mostram que mais da metade dessas mortes não é considerada acidente, mas homicídio ou suicídio. Só 18 estados têm legislação sobre armazenamento seguro, e dados federais errados embasam o lobby de grupos pró-armas contra essas leis.

Comentários

Opte por Disqus ou Facebook

Venezuela sem fake news

Venezuela sem fake news 11

| por | 13 de junho de 2017

Esqueça muito do que você leu por aí: não há catástrofe humanitária nem Maduro está para cair; mas há manifestantes quase todos os dias nas ruas, e eles não são “terroristas”, como dizem os apoiadores do governo

Venezuela sem fake news 11

| por | 13 de junho de 2017

Esqueça muito do que você leu por aí: não há catástrofe humanitária nem Maduro está para cair; mas há manifestantes quase todos os dias nas ruas, e eles não são “terroristas”, como dizem os apoiadores do governo