AGÊNCIA DE REPORTAGEM E JORNALISMO INVESTIGATIVO

Ex-guerrilheiro da VPR relembra bombardeios do Ribeira

Em entrevista à Pública, o sargento Nóbrega descreve detalhes da Operação Registro

Entre o final e abril e o começo de maio de 1970, o II Exército brasileiro realizou a maior mobilização de sua história, com quase 3000 homens, para cercar e vasculhar a área do Vale do Ribeira, a 200 km de São Paulo. O local era usado para centros de treinamento de guerrilha da Vanguarda Popular Revolucionária (VPR), organização comandada pelo Capitão Carlos Lamarca.

No dia 11 de maio, o sargento José de Araújo Nóbrega, um dos comandados de Lamarca, perdeu-se do grupo e foi capturado pelos militares. De dentro do cerco militar, ele observava de longe as bombas destinadas ao grupo.

Mais de 40 anos depois, a reportagem da Pública levou a Nóbrega fragmentos de bomba encontrados no meio da floresta por moradores do Ribeira. O ex-guerrilheiro avaliou os destroços e identificou, inclusive, o tipo de avião utilizado nos bombardeios.

Assista ao encontro:

[relacionados]

Tags: , , , ,

Comentários

Opte por Disqus ou Facebook

Acima de qualquer suspeita

| por | 30 de novembro de 2016

Alvo de sete acusações no CNJ e punido em um único processo, o desembargador Luiz Zveiter concorre pela segunda vez à presidência do TJ-RJ após mudança de regra do tribunal permitir a reeleição

Acima de qualquer suspeita

| por | 30 de novembro de 2016

Alvo de sete acusações no CNJ e punido em um único processo, o desembargador Luiz Zveiter concorre pela segunda vez à presidência do TJ-RJ após mudança de regra do tribunal permitir a reeleição