Agência de Jornalismo Investigativo

Afirmação foi feita por Gleisi Hoffmann (PT-PR) durante entrevista, mas dados mostram que porcentual é menor

15 de fevereiro de 2017
A senadora Gleisi Hoffmann,(PT-PR) afirmou que 80% dos aposentados ganham salário mínimo
A senadora Gleisi Hoffmann (PT-PR) durante debate no Senado. Foto: Jefferson Rudy/Agência Senado

“Hoje 80% de quem é aposentado na Previdência ganha salário mínimo.” – senadora Gleisi Hoffmann (PT-PR), em entrevista à Rádio Brasil Atual no dia 30 de janeiro.

Convidada a falar soExageradobre a Previdência Social em entrevista à Rádio Brasil Atual, a senadora Gleisi Hoffmann (PT-PR) criticou a reforma previdenciária proposta pelo governo Temer e afirmou que 80% dos beneficiários de aposentadorias da Previdência Social são contemplados com apenas um salário mínimo ao mês. Procurado pela reportagem, o gabinete da senadora informou que o dado citado “está no Boletim Estatístico da Previdência Social, disponível no site da Previdência”.

O dado apresentado por Hoffmann foi usado para criticar o fim da política de valorização do salário mínimo. Isso porque 2017 é o primeiro ano desde 2003 em que não houve aumento real do mínimo, ou seja, não houve reajuste acima da inflação. O aumento do salário mínimo para 2017 foi fixado em 6,48%, enquanto o reajuste da aposentadoria para quem ganha acima do salário mínimo foi de 6,58%. Desde 1997 o reajuste para benefícios que ultrapassam o piso não é maior que o reajuste do salário mínimo.

Para tentar descobrir se a informação é verdadeira, o Truco – projeto de checagem da Agência Pública – localizou a última edição do boletim estatístico citado pela assessoria da senadora, que data de dezembro de 2016, mas ele não traz a informação mencionada. O relatório informa apenas qual a porcentagem de beneficiários de todos os programas da previdência que recebe o piso previdenciário, que é equivalente ao salário mínimo. De acordo com a tabela 12 do boletim, 66% dos beneficiários da Previdência Social recebem um salário mínimo por mês. Outros 2,3% recebem valores inferiores ao piso previdenciário; isso ocorre porque, em alguns casos, o valor de uma pensão pode ser dividido entre mais de um beneficiário.

Já o número de brasileiros beneficiados pelo benefício da aposentadoria que recebe este valor por mês é um pouco inferior: 63% das aposentadorias pagas correspondiam ao salário mínimo em dezembro de 2016, de acordo com a assessoria de comunicação da secretaria de Previdência. O dado foi extraído pela área técnica do órgão, responsável pelos boletins estatísticos – como o que foi citado pela parlamentar – e não está disponível para consulta em nenhum site do governo.

A alegação da senadora de que 80% dos aposentados brasileiros recebe um salário mínimo é, portanto, considerada exagerada, já que a afirmação não usa dados certos, mas aponta um conceito verdadeiro ou uma tendência correta.

Truco

Este texto foi produzido pelo Truco, o projeto de fact-checking da Agência Pública. Entenda a nossa metodologia de checagem e conheça os selos de classificação adotados em https://apublica.org/truco. Sugestões, críticas e observações sobre esta checagem podem ser enviadas para o e-mail truco@apublica.org e por WhatsApp ou Telegram: (11) 99816-3949. Acompanhe também no Twitter e no Facebook. Desde o dia 30 de julho de 2018, os selos “Distorcido” e “Contraditório” deixaram de ser usados no Truco. Além disso, adotamos um novo selo, “Subestimado”. Saiba mais sobre a mudança.

Explore também

O ministro da Justiça licenciado, Alexandre de Moraes, em sabatina.

Alexandre de Moraes acerta aumento de prisões após Lei de Drogas

21 de fevereiro de 2017 | por

Checamos a afirmação feita pelo indicado ao STF, de que usuários passaram a ser presos como pequenos traficantes

Falhas na CLT tornam o Brasil campeão de processos trabalhistas?

17 de maio de 2017 | por

Para relator da reforma trabalhista na Câmara, lacunas na lei provocam grande número de ações judiciais; dados e especialistas mostram que afirmação é falsa

O presidente Michel Temer (PMDB), defensor da aprovação da reforma trabalhista.

Imprecisões cercam argumentos a favor da reforma trabalhista

26 de junho de 2017 | por e

Checagens investigam o número de desempregados, o tamanho da informalidade, a antiguidade da CLT e se há direitos que só estão previstos nesta e em outras leis

Mais recentes

Vídeo falso diz que eleições de 2014 foram fraudadas

27 de outubro de 2018 | por

Vídeo de suplente de deputada coloca em dúvida eleições de 2014 com dados irreais e um "especialista" não identificado

Em economia, Bolsonaro cita dados falsos e Haddad subestima e acerta

26 de outubro de 2018 | por , e

Em 4 frases checadas, presidenciável do PSL usou informações falsas; já Haddad citou número inferior ao real e fez uma afirmação correta

Alunos da rede pública de ensino do Distrito Federal realizam atividades: candidatos têm propostas distintas para a área

Haddad exagera e Bolsonaro erra em frases sobre educação

26 de outubro de 2018 | por e

Números foram superestimados por candidato do PT, enquanto presidenciável do PSL citou informações falsas