Agência de Jornalismo Investigativo

Confira as declarações e boatos que checamos sobre os candidatos à presidência Fernando Haddad (PT) e Jair Bolsonaro (PSL)

18 de outubro de 2018

Fernando Haddad (PT)

“Você sabe que o Maluf aqui em São Paulo quase ganhou duas eleições com mais de 45% dos votos no 1º turno, depois perdeu no 2º [turno].” – Falso

“Você sabia que tem 300 mil mandados de prisão expedidos que não são cumpridos por falta de lugar?” – Exagerado

“Um preso hoje custa R$ 40 mil por ano para o Estado.” – Exagerado

“Quando eu cheguei no Ministério da Educação, o investimento por aluno na educação superior era dez vezes superior ao investimento por aluno na educação básica.” – Exagerado

“Eu levei universidades federais para 126 cidades brasileiras.” – Exagerado

“Eu estou pegando um item [gás de cozinha], que representa 4% do faturamento da Petrobras.” – Subestimado

“Hoje a classificação do Brasil é superior à da época [de Fernando Henrique Cardoso].” – Verdadeiro

Jair Bolsonaro (PSL)

“[Fernando Haddad] criou o ‘kit gay’.” – Falso

“Um policial hoje precisa esperar o bandido atirar para reagir.” – Falso

“Vários estados americanos têm a lei dos crimes. O elemento furtou um celular, roubou a bicicleta e bateu a carteira, 25 anos de cadeia sem proporção.” – Exagerado

“[Os governos do PT] acabaram com o curso técnico no ensino médio.” – Falso

“Você vai tomar uma tabuada de uma criança de 9 anos de idade, 70% não sabe. Quem disse isso são as provas, como o Pisa [Programa Internacional de Avaliação de Estudantes].” – Falso

“O Brasil priorizou seu comércio com viés ideológico [no governo PT]. Priorizou o Mercosul.” – Falso

“Tem aí uma questão de metodologia [do IBGE, sobre o número de desempregados]. Quem não procura emprego, é tido como empregado. Quem no ano passado trabalhou dois, três dias, é tido como empregado. Quem recebe o auxílio-desemprego é tido como empregado.” – Falso

Boatos sobre Fernando Haddad

“Que tal estimular relação sexual entre pai e filha? Espanto? Esta é a leitura que foi disponibilizada pelo ministro de Educação [Fernando] Haddad enquanto esteve à frente deste ministério. O governo comprou e distribuiu para escolas e entre criancinhas um livro em que o pai castiga a filha por ‘não querer ser dele’. Você pensa que já tinha visto de tudo? Engana-se!!! Veja a reportagem.” – Falso

“[Haddad é] réu por improbidade em ação que apura prejuízo milionário em construção de ciclovias.” – Verdadeiro

“Acusado de enriquecimento ilícito por caixa 2 em esquema com empreiteiras.” – Verdadeiro

“Acusado de improbidade em ação que investiga desvio de R$ 130 milhões do Theatro Municipal.” – Verdadeiro

“Deixou 130 mil crianças sem creche em São Paulo.” – Exagerado

“Deixou 340 mil pessoas sem atendimento médico em São Paulo.” – Falso

“Deixou a prefeitura de São Paulo avaliado como um dos piores prefeitos da história.” – Verdadeiro

“Deixou um rombo de R$ 7,5 bilhões em São Paulo.” – Falso

“Ex-ministro da Educação, hoje mais de 70% dos estudantes têm desempenho insuficiente em português e matemática.” – Falso

“[Há 22] processos na Justiça de São Paulo contra o candidato do PT, Fernando Nami Haddad, tramitando no Foro Central – Fazenda Pública.” – Falso

Boatos sobre Jair Bolsonaro

“Ele [Bolsonaro] contratou ilegalmente a esposa atual no seu gabinete […].” – Falso

“[…] e triplicou seu salário [de Michelle, esposa de Bolsonaro].” – Verdadeiro

“Contratou uma funcionária fantasma com a verba do seu gabinete. Ela vende açaí em Angra dos Reis, onde ele tem uma mansão.” – Verdadeiro

“Embolsou a verba de auxílio-moradia que recebeu em todos os seus mandatos sem precisar. Ele já tem uma casa em Brasília.” – Exagerado

“Roubou um cofre com valores de cerca de R$ 1,6 milhão da agência do Banco do Brasil da Rua Senador Dantas, no centro do Rio.” – Impossível Provar

“Bolsonaro ocultou patrimônio pessoal da Justiça Eleitoral em 2006.” – Verdadeiro

“É acusado de sonegação de impostos.” – Falso

“É acusado de enriquecimento ilícito através da máquina pública.” – Falso

“Está apontado em suspeita de lavagem de dinheiro.” – Falso

“Envolvido em caixa 2 de campanha.” – Falso

Boatos sobre pesquisas

“Tracking BTG que acabou de sair para o mercado financeiro: Bolsonaro, 52%; Haddad, 48%. P.S.: Votos válidos.”  – Falso

“Paraná Pesquisas registrado no TSE: o mito Bolsonaro vence em todos os estados, porque o povo quer renovação!” – Falso

Confira as checagens do 1º turno

Mais recentes

Vídeo falso diz que eleições de 2014 foram fraudadas

27 de outubro de 2018 | por

Vídeo de suplente de deputada coloca em dúvida eleições de 2014 com dados irreais e um "especialista" não identificado

Em economia, Bolsonaro cita dados falsos e Haddad subestima e acerta

26 de outubro de 2018 | por , e

Em 4 frases checadas, presidenciável do PSL usou informações falsas; já Haddad citou número inferior ao real e fez uma afirmação correta

Alunos da rede pública de ensino do Distrito Federal realizam atividades: candidatos têm propostas distintas para a área

Haddad exagera e Bolsonaro erra em frases sobre educação

26 de outubro de 2018 | por e

Números foram superestimados por candidato do PT, enquanto presidenciável do PSL citou informações falsas

Explore também

Comemoração do Dia Nacional de Luta das Pessoas Deficientes na Câmara dos Deputados, em 2016: dados sobre essa parcela da população foram exagerados pelo candidato

Eymael exagera dado sobre crianças e jovens com deficiência

18 de setembro de 2018 | por

Levantamentos do IBGE mostram que parcela dos brasileiros nessa condição é menor do que o porcentual citado pelo candidato

Corrente exagera ao comparar remunerações de professores e políticos

6 de julho de 2017 | por

Piso de professores é maior - e o auxílio a deputados é menor - do que os valores utilizados na comparação

Em 8 frases, acertos e erros de Geraldo Alckmin

29 de março de 2018 | por , e

Presidenciável usa dados corretos sobre dois tipos de crime, estatais, dívida pública e crise hídrica, mas exagera gastos em habitação e cita informações falsas sobre aposentadorias e expectativa de vida