Agência de Jornalismo Investigativo

Jessica Mota

Jessica Mota é jornalista e produz reportagens focadas em violações de direitos humanos. Fez pesquisa e roteiro para o filme “Um rio em disputa” (curta, Agência Pública, 2015) e é co-diretora de “Beiradão/Hup Boyoh” (curta, Canal Futura, 2015). Foi contemplada pelo programa Rumos Itaú Cultural 2015/2016 com o projeto de documentário “Caminhos do Rio”. O projeto participou do DOC LAB (2016), foi aprovado no Brasil Cinemundi (2016) e no Laboratório de Desenvolvimento do Festival Internacional de Cinema de Cartagena (2017). Recebeu o Prêmio Petrobras de Jornalismo, categoria Responsabilidade Socioambiental Nacional Web, com a série de investigações “Especial Tapajós”, da Agência Pública, e foi vencedora do 4º Prêmio Fernando Pacheco Jordão, pela pauta “Um olhar indigesto”. É formada em Comunicação Social (Mackenzie) e pós-graduada em Estudos Brasileiros (FESP-SP).

Contrato: Empresa irlandesa oferece US$ 120 milhões por direitos a terra indígena

11 de março de 2012 | por , , e

Empresa irlandesa compra direitos sobre créditos de carbono dos índios Munduruku, no Pará, em reunião controversa; contrato investigado pelo Ministério Público valeria por 30 anos. A Funai foi deixada de fora O vídeo promocional da empresa Celestial Green Ventures – “verde celestial”, em português – traz imagens de uma reunião em uma localidade não identificada, na Amazônia. …

A terra é dos índios. E o carbono, é de quem?

9 de março de 2012 | por , e

Por US$ 120 milhões, empresa irlandesa compra direitos sobre créditos de carbono dos índios Munduruku, no Pará; contrato valeria por 30 anos. A Funai foi deixada de fora

Indústria Brasileira de Armas

28 de janeiro de 2012

Série especial que investiga o papel do Brasil como exportador de armas leves