Apoie!

Seja aliada da Pública

Seja aliada

Agência de Jornalismo Investigativo
Especial

Ditadura militar

Há 55 anos o Brasil sofreu um golpe militar que durou 21 anos e provocou a morte e/ou desaparecimento de 423 pessoas (entre 1964 e 1985), além do massacre de 8 mil indígenas conforme o Relatório Final da Comissão da Verdade. Uma história que continua viva: só em março deste ano a Justiça Federal reconheceu a primeira vítima da ditadura, um militar assassinado em um quartel 4 dias depois do golpe. Em julho de 2017, a Corte interamericana de Direitos Humanos já havia condenado o Brasil por crime contra a humanidade no caso do assassinato do jornalista Vladimir Herzog, em 1975.

A história da ditadura ainda instiga pesquisadores e jornalistas à busca pela verdade, já que o Exército, a Marinha e a Aeronáutica nunca entregaram seus arquivos sobre esse período. O certo é que, como reconheceu o governo brasileiro em 2007, o Estado brasileiro foi responsável por crimes hediondos como tortura, estupro, assassinato, esquartejamento e a ocultação de cadáveres jamais expostos em toda sua extensão à sociedade brasileira.

O direito à memória e à verdade está entre as garantias primordiais a que todos os cidadãos têm direito de acordo com a Declaração Universal dos Direitos Humanos. Acompanhe a seleção de reportagens da Pública sobre a ditadura militar realizadas desde 2011.

Neste especial

Nas ruas do Brasil, a ditadura ainda vive

4 de outubro de 2017 | por

Vias públicas batizadas em homenagem a torturadores e mandantes do regime militar estão presentes em todo o país

Jacob Gorender: O ar estava carregado de eletricidade

31 de março de 2017 | por

Nessa conversa de 15 anos atrás, o historiador comunista fala de detalhes do seu 31 de março de 1964, o dia crucial para o golpe, desfechado no dia 1.º de abril

Indigente

1 de novembro de 2016

Homem da ditadura, presidente da CBF recebe como anistiado político

14 de janeiro de 2016 | por

Apesar de ter sido comandante militar e prefeito biônico no Pará, coronel Nunes recebe até hoje mesada de R$ 14,7 mil como perseguido pelo regime

Documentos da Cruz Vermelha revelam massacre de indígenas na ditadura

24 de outubro de 2016 | por

Trabalhos forçados, miséria e doenças levaram povos "à beira do extermínio" na década de 1970, registram informes confidenciais do Comitê Internacional da entidade

Um torturador francês na ditadura brasileira

1 de abril de 2014 | por

Documentação obtida por pesquisador na França traz detalhes sobre atividades de Paul Aussaresses, o carrasco de Argel, adido militar no Brasil dos anos 70

Ex-guerrilheiro da VPR relembra bombardeios do Ribeira

26 de agosto de 2014 | por

Em entrevista à Pública, o sargento Nóbrega descreve detalhes da Operação Registro

Napalm no Vale do Ribeira

25 de agosto de 2014 | por , e

Documentos, destroços e relatos dos moradores contam uma história obscura da ditadura: em 1970 a FAB bombardeou região rural próxima a São Paulo com bombas incendiárias

Ditadura criou cadeias para índios com trabalhos forçados e torturas

24 de junho de 2013 | por

Acusações de vadiagem, consumo de álcool e pederastia jogaram índios em prisões durante o regime militar; para pesquisadores, sociedade deve reconhecê-los como presos políticos

Um campo de concentração indígena a 200 quilômetros de Belo Horizonte (MG)

25 de junho de 2013 | por

Nos anos 1970, a Fazenda Guarani aprisionou índios "delinquentes" e grupos que lutavam por terras. “Ninguém podia entrar e ninguém podia sair”, conta um ex-confinado

Prisões e castigos para “civilizar os índios”

25 de junho de 2013 | por

Descobertas recentes mostram que o antigo Serviço de Proteção aos Índios (SPI), antecessor da Funai, confinou famílias indígenas inteiras em cadeias desumanas

Treinados pela PM, índios-soldados reprimiam seus pares

25 de junho de 2013 | por

Criada para “manter a ordem” nas aldeias do país, a Guarda Rural Indígena (GRIN) é acusada de crimes escabrosos durante sua atuação, marcada por conflitos internos

Mais recentes

Caso K

15 de abril de 2021

Falecido em 2014, empresário teria mantido, durante décadas, um esquema de aliciamento de crianças e adolescentes para a prática de exploração sexual dentro da icônica sede da empresa, em São Caetano do Sul, além de outros locais em Santos, São Vicente, Guarujá e Angra dos Reis

Agência Pública + 10

22 de fevereiro de 2021

Veja a programação completa da comemoração do aniversário da primeira agência de jornalismo investigativo sem fins lucrativos do Brasil

Amazônia Irrespirável

27 de janeiro de 2021

Série de reportagens revela como o impacto da fumaça das queimadas associadas ao desmatamento se relaciona com a crise de Covid-19