AGÊNCIA DE REPORTAGEM E JORNALISMO INVESTIGATIVO

Giannina Segnini

Diretora da equipe de jornalismo investigativo do jornal La Nación, na Costa Rica, desde 1994, Giannina e seu time são responsáveis pelo desenvolvimento de um modelo de jornalismo de dados que trouxe como resultado material jornalístico de grande repercussão, não apenas na Costa Rica, mas na América Latina: com base no trabalho desses jornalistas, mais de 50 políticos, empresários e funcionários do governo foram processados criminalmente, entre eles dois ex-presidentes da Costa Rica.

Formada pela Universidade da Costa Rica e Nieman Fellow na Harvard University (2001-2002), Giannina é responsável pelo treinamento de centenas de jornalistas investigativos em Reportagem com Auxílio do Computador (RAC), além de atuar como consultora e mentora em diversas organizações internacionais como a Organização dos Estados Americanos (OEA), a Freedom House, Inter American Press Association (IAPA), Universidad Nacional Autónoma de México (UNAM), o Programa de Desenvolvimento da Nações Unidas (PNUD) Instituto de Prensa y Sociedad (IPYS), Grupo de Diarios de América (GDA) e Centro Latinoamericano de Prensa (CELAP), além de publicações de todo o continente incluindo os jornais brasileiros O Globo e Folha de São Paulo.

Como reconhecimento por seu trabalho, recebeu prêmios de relevância internacional como o Ortega y Gasset Prize (2005); Best Journalistic Investigation (Transparency International -2005, 2006 e 2009), além de menção honrosa do Maria Moors Cabot awards, da Universidade de Columbia, em Nova York (2005). Também é membro ativo do International Consortium of Investigative Reporters (ICIJ) e Investigative Reporters and Editors (IRE).

Comentários

Opte por Disqus ou Facebook