AGÊNCIA DE REPORTAGEM E JORNALISMO INVESTIGATIVO

Carlos Azevedo

Repórter de primeira linha, editor, escritor, Carlos Azevedo iniciou sua carreira em 1960, passando pelas redações de O Estado de S. Paulo, Folha de S.Paulo e Diário da Noite e pelas revistas O Cruzeiro e Quatro Rodas. Nesse período, participou da fundação da revista Realidade, que inspirou toda uma geração de jornalistas independentes e inovadores, preocupados com as desigualdades sociais e interessados na promoção dos direitos humanos e da cultura brasileira.

Ativo participante da resistência à ditadura militar, viveu na clandestinidade de 1971 a 1979. Ainda assim, continuou a colaborar com várias publicações militantes, entre elas o jornal Movimento, mantido e produzido por jornalistas (sem patrão). Essa experiência serviu de inspiração para o livro “Movimento, uma Reportagem”, projeto criado por ele e assinado junto com as jornalistas Marina Amaral e Natalia Viana.

Com o fim do período mais pesado da repressão política, voltou a trabalhar como profissional da imprensa: em 1984 assumiu o cargo de repórter do Globo Rural, da TV Globo. Mas não deixou a política de lado, dirigindo programas de TV em diversas campanhas eleitorais, entre elas as de Lula à Presidência da República, em 1989 e 1994. Também continuou a militar na imprensa independente escrevendo nas revistas Caros Amigos e Retrato do Brasil. Em 2007 lançou o livro Cicatriz de Reportagem, pela Editora Papagaio, reunindo suas melhores reportagens.

Comentários

Opte por Disqus ou Facebook

  • Bruno Figueiredo

    Acabei de terminar o livro Cicatriz de Reportagem e estou encantado! Sou jornalista há 9 anos e fiquei inspirado pela sua trajetória. Já tinha um tempo que uma leitura não mexia tanto comigo. Obrigado por compartilhar isso com a gente!