Cleber Rabelo acerta dado, mas confunde termo para quem não busca emprego

Os números da PNAD Contínua do IBGE contabilizam nessa situação 64,8 milhões no primeiro trimestre deste ano e 65,6 milhões no segundo

desemprego

Guilherme Guerreiro Neto, Moises Sarraf, Ercilia Wanzeler
2 minutos

“Na verdade tem uma parte que não procura mais emprego. Se for levar [em conta] a parte dos desocupados, das pessoas que não procuram mais emprego, nós vamos pra mais de 64 milhões de desempregados no país” Cleber Rabelo (PSTU), em entrevista ao Bacana News, da Rádio Unama, dia 22 de agosto.

Durante a entrevista, Cleber Rabelo foi indagado sobre o desemprego no Brasil. Na pergunta, o jornalista citou o número de desempregados. O candidato do PSTU, na resposta, apresentou um dado superior, que considera também “pessoas que não procuram mais emprego”.

O candidato Cleber Rabelo em canteiro de obras da construção civil, em Belém (PA).

O IBGE trabalha tanto com o indicador de pessoas desocupadas (desempregados), quanto com o indicador de pessoas “fora da força de trabalho”, que corresponde aos que não estão nem trabalhando, nem procurando trabalho. O dado citado pelo candidato do PSTU está próximo deste último, que leva em conta “pessoas que não procuram mais empregos”, embora a nomenclatura “desocupados” esteja mal empregada. Portanto, o Truco nos Estados, projeto de fact-checking da Agência Pública cujo parceiro em Belém é o portal Outros400, deu à declaração o selo verdadeiro.

Na mais recente atualização da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (PNAD Contínua), referente ao segundo trimestre de 2018, divulgada no final de julho, havia 65,6 milhões de pessoas de 14 anos ou mais fora do mercado de trabalho. No primeiro trimestre do ano, eram 64,8 milhões de brasileiros nessa situação.

Em relação ao outro indicador, pessoas de 14 anos ou mais desocupadas, o número foi 12,9 milhões no segundo trimestre e 13,6 milhões no primeiro. Ou seja, houve uma ligeira queda na taxa de desocupação.

Procurada, a assessoria de imprensa do candidato Cleber Rabelo não se manifestou até a publicação do texto.

ATUALIZAÇÃO (03/09; 15h15): Esta checagem foi atualizada para deixar claro que o dado citado pelo candidato leva em conta também “pessoas que não procuram mais empregos”, mas não corresponde apenas à população que está nessa situação.

Temer não fechou a base flutuante em Óbidos e a Polícia Federal ainda atua no município
Márcio Miranda - DEM
Temer não fechou a base flutuante em Óbidos e a Polícia Federal ainda atua no município

Entreposto logístico na região amazônica, Óbidos teve a atuação da PF reduzida com o fechamento da base flutuante de Candiru. Ainda assim, a polícia possui contingente no município.

Falso, Helder: não houve impedimento ambiental para içar navio naufragado em Barcarena
Helder Barbalho - MDB
Falso, Helder: não houve impedimento ambiental para içar navio naufragado em Barcarena

Navio Haidar que naugrafou com quase 5 mil bois aguarda andamento da licitação para ser retirado do fundo do rio Pará, no porto de Vila do Conde

Márcio Miranda diz que até 3 mil caminhões cruzam Belém diariamente, mas órgãos de trânsito não confirmam o dado
Márcio Miranda - DEM
Márcio Miranda diz que até 3 mil caminhões cruzam Belém diariamente, mas órgãos de trânsito não confirmam o dado

Em entrevista à rádio Unama FM, o candidato usou a circulação de caminhões na capital paraense para justificar a implantação de um projeto logístico na cidade

PA Candidatos - Pará