O Pará só possuía uma universidade antes do governo Lula? Está errado, Paulo Rocha!

Antes dos governos petistas, além da UFPA, criada em 1957, o Pará já possuía a Universidade do Estado do Pará (Uepa) e a Universidade Federal Rural da Amazônia (Ufra).

Guilherme Guerreiro Neto, Moises Sarraf
2 minutos

“Aqui, no Pará, há um século só existia uma universidade. Foi quando o PT chegou no governo, com o governo Lula, e nós tivemos mais três universidades no Pará: Ufopa, Unifesspa e o Instituto Federal que está sendo implantando nas principais cidades do estado”, Paulo Rocha (PT), durante o debate realizado pelo Sinduepa.

De fato, o governo Lula criou outras duas universidades a partir do desmembramento da Universidade Federal do Pará (UFPA): Universidade Federal do Sul e Sudeste do Pará (Unifesspa), em 2013, e a Universidade Federal do Oeste Paraense (Ufopa), em 2009. Com a Lei 11.892, elevou os centros federais a universidades, criando o Instituto Federal do Pará (IFPA), em 2008.

No debate realizado pelo Sinduepa, Paulo Rocha procurou exaltar ações realizadas pelos governos Lula no Pará. (Foto: Aguinaldo Cabano/Sinduepa)

Procurada, a assessoria de imprensa do candidato confirmou que a Ufopa e o IFPA foram criados durante o governo Lula. Já a Unifesspa, instituída no governo Dilma, teria sido articulada, segundo a assessoria, ainda na gestão de Luiz Inácio. Mesmo assim, a história do ensino superior no Pará desmente a afirmação do candidato petista, proferida em debate realizado pelo Sindicato dos Docentes da Universidade do Estado do Pará (Sinduepa), no dia 03 de setembro.

O Truco nos Estados – projeto de checagem de fatos da Agência Pública que no Pará é realizado em parceria com o portal Outros400 – atribui o selo ‘Falso’ à afirmação do candidato.

Exatamente há um século, 1918, nenhuma universidade havia sido implantada no Pará. A primeira foi a UFPA, criada em 1957, durante o governo do presidente Juscelino Kubitschek, conforme Lei 3.191. No ano de 1993, em âmbito estadual, foi criada a Universidade do Estado do Pará (Uepa).

Além destas, em 2002, o presidente Fernando Henrique Cardoso (PSDB) elevou a Faculdade de Ciências Agrárias do Pará (FCAP) à categoria de universidade, criando a Universidade Federal Rural da Amazônia (Ufra). Ou seja, antes do governo Lula, o Pará já possuía três universidades públicas: UFPA, Ufra e Uepa.

Sobre o selo ‘falso’ atribuído à declaração, a assessoria de imprensa do petista não se manifestou até o fechamento da checagem.

Temer não fechou a base flutuante em Óbidos e a Polícia Federal ainda atua no município
Márcio Miranda - DEM
Temer não fechou a base flutuante em Óbidos e a Polícia Federal ainda atua no município

Entreposto logístico na região amazônica, Óbidos teve a atuação da PF reduzida com o fechamento da base flutuante de Candiru. Ainda assim, a polícia possui contingente no município.

Falso, Helder: não houve impedimento ambiental para içar navio naufragado em Barcarena
Helder Barbalho - MDB
Falso, Helder: não houve impedimento ambiental para içar navio naufragado em Barcarena

Navio Haidar que naugrafou com quase 5 mil bois aguarda andamento da licitação para ser retirado do fundo do rio Pará, no porto de Vila do Conde

Márcio Miranda diz que até 3 mil caminhões cruzam Belém diariamente, mas órgãos de trânsito não confirmam o dado
Márcio Miranda - DEM
Márcio Miranda diz que até 3 mil caminhões cruzam Belém diariamente, mas órgãos de trânsito não confirmam o dado

Em entrevista à rádio Unama FM, o candidato usou a circulação de caminhões na capital paraense para justificar a implantação de um projeto logístico na cidade

PA Candidatos - Pará