O Copa Pública lança concurso cultural para que você (e não publicitários ou a Fifa) sugira um nome para o mascote da Copa

O Copa Pública lança concurso cultural para que você (e não publicitários ou a Fifa) sugira um nome para o mascote da Copa

21 de setembro de 2012
09:00
Este texto foi publicado há mais de 9 anos.
Especial: Copa Pública

Há poucos dias, após a divulgação do nome da bola que rolará nos campos durante a Copa de 2014 no Brasil – Brazuca – a Fifa divulgou os possíveis nomes do tatu-bola, sugerido por agências de publicidade e aprovados pelo departamento jurídico da Fifa como mascote da Copa do Mundo de 2014 no Brasil.

As opções, “Amijubi”, “Fuleco” e “Zuzeco”, que agora seguem para votação popular, parecem ter causado indignação geral.

Nas redes sociais, os nomes já ganharam versões carinhosas como “Furreco”, “Fuleiro” e “Amijubi” – ops, este é assim mesmo. Sobre ele, as piadas são a respeito da origem, a junção das palavra “amizade” e “júbilo”. Um tuiteiro disparou: “Ainda bem que não lembraram de caráter e trabalho”.

Como a Fifa não nos deixará saída a não ser chutar a Brazuca e nomear nosso tatu com uma destas pérolas, o Copa Pública resolveu abrir um concurso cultural para que você escolha um nome para o mascote que seja, digamos, mais coerente com a realidade dos brasileiros e com os preparativos para a Copa no Brasil. O jornalista britânico Andrew Jennings, parceiro da Pública, dá a sua dica: “deve ser algo que tire um sarro da nova dirigência da CBF”.

Posts antigos do Copa Pública são ótimas inspirações.

O concurso

Você tem até o dia 30 de setembro para enviar suas sugestões, quantas quiser, para o e-mail: promo@apublica.org. Após uma pré-seleção, realizada pela equipe da Pública, as 10 sugestões mais criativas de nomes seguirão para votação popular na nossa página no Facebook. O resultado final sairá no dia 9 de outubro.

Os autores dos dois nomes mais votados ganharão um exemplar do livro “Jogo Sujo – O Mundo Secreto da Fifa: Compra de Votos e Escândalos de Ingressos”, de Andrew Jennings, com autógrafo e dedicatória do autor . E os oito finalistas ganharão um exemplar do livro “Plantados no Chão”, que denuncia os assassinatos de lideranças sociais no Brasil, da jornalista Natalia Viana. Além de fama e notoriedade, claro. Bora? Já está valendo!

Seja aliada da Pública

Todos precisam conhecer as injustiças que a Pública revela. Ajude nosso jornalismo a pautar o debate público.

O blog Copa Pública é uma experiência de jornalismo cidadão que mostra como a população brasileira tem sido afetada pelos preparativos para a Copa de 2014 – e como está se organizando para não ficar de fora.

Mais recentes

Imagem mostra área alagada e com risco de desabamento, graças às chuvas intensas

2022 e clima: “Não precisamos esperar o futuro, o clima já está mudando”, diz pesquisador

21 de janeiro de 2022 | por

Eventos climáticos extremos serão cada vez mais extremos — e rotina —, diz José Marengo, climatologista classificado pela Reuters como um dos cientistas mais influentes do mundo

Em uma sala de uma unidade de saúde, enfermeiras aplicam teste de coronavírus em pacientes

2022 e a pandemia: Ômicron, vacinas e o futuro da covid-19 no Brasil segundo pesquisadores

20 de janeiro de 2022 | por e

Entrevistamos três cientistas para saber se estamos no início do fim da pandemia ou não, quais as perspectivas para os próximos meses e os riscos que a covid-19 ainda reserva

De modelo internacional à extinção: como morre uma política pública

19 de janeiro de 2022 | por , e

Programa de diversificação do cultivo de tabaco que beneficia agricultores do setor foi alterado no governo Bolsonaro. Detalhe: o programa era referência internacional