Apoie!

Seja aliada da Pública

Seja aliada

Agência de Jornalismo Investigativo

Natalia Viana

Codiretora e editora da Agência Pública

Natalia Viana é jornalista há 20 anos, diretora e co-fundadora da Agência Pública e Jornalismo Investigativo. É autora e co-autora de quatro livros sobre violações direitos humanos: Plantados no Chão (Conrad, 2007), Jornal Movimento, uma Reportagem (Manifesto, 2010) e Habeas Corpus: Que Se Apresente o Corpo (Secretaria de Direitos Humanos, 2010) e o e-book O Bispo e Seus Tubarões, sobre o impeachment de Fernando Lugo no Paraguai (Agência Pública, 2013). Como repórter e editora, venceu diversos prêmios de jornalismo,  entre eles o Prêmio Vladimir Herzog de Direitos Humanos (2005/2016/2020), o prêmio Comunique-se (2016/2017), o Prêmio Trofeu Mulher Imprensa (2011/2013), prêmio Gabriel García Márquez (2016) e Ortega y Gasset (2020). Em 2016, foi a jornalista brasileira mais premiada. Em 2019, sua série Efeito Colateral, sobre civis mortos pelo Exército, foi finalista do prêmio Shining Light Award, da Rede Global de Jornalistas Investigativos.

Em 2018, foi reconhecida como empreendedora social da rede Ashoka e passou a integrar o Conselho Reitor da Fundação Gabriel García Márquez. Escreve colunas de opinião para o site El Diario, na Espanha.

CHAVE PGP A697CBC1D5109E76


Mais recentes

Pauta Pública Especial

22 de fevereiro de 2021

Militares e a política

22 de fevereiro de 2021

Mensagens indicam parceria com FBI na operação que mirou tríplex do Guarujá

12 de fevereiro de 2021 | por , e

De acordo com diálogos, Lava Jato permitiu compartilhamento de provas com o FBI em 2015; pedido foi formalizado no Ministério da Justiça apenas em 2018

La salida de Trump no significa el fin del trumpismo, afirma Andrea Bernstein

26 de janeiro de 2021 | por

Andrea Bernstein es autora del libro “Los oligarcas estadounidenses”, y explica que, al salir de la presidencia, Trump deberá dar cuenta a la justicia de Nueva York en un caso penal por fraude bancario y fiscal

Saída de Trump não significa fim do Trumpismo, diz autora

19 de janeiro de 2021 | por

Autora do livro “Os oligarcas americanos”, Andrea Bernstein explica que ao deixar a presidência, Trump terá que prestar contas à Justiça de Nova York em um caso criminal por fraude bancária e fiscal

O ano em que o WikiLeaks mudou o mundo

30 de novembro de 2020 | por

Há 10 anos era publicado o Cablegate, o maior vazamento da história do jornalismo. A codiretora da Agência Pública, Natalia Viana, conta como foi trabalhar com o Wikileaks

A aliança da Lava Jato com a Transparência Internacional

14 de setembro de 2020 | por , , e

ONG internacional teve acesso à minuta do contrato que tratava da fundação que administraria a verba da Petrobras antes dele ser assinado; diretor sugeriu que MPF estivesse fora do conselho, mas Dallagnol o ignorou

Quem são os agentes do FBI que atuaram na Lava Jato

2 de julho de 2020 | por , e

Entre policiais que têm até página no LinkedIn e outros com nomes genéricos e desconhecidos, o que se sabe sobre os 13 agentes que participaram das investigações para o governo americano em solo brasileiro

O FBI e a Lava Jato

1 de julho de 2020 | por , e

Diálogos vazados mostram proximidade entre PF, procuradores e o FBI no caso da Lava Jato, incluindo “total conhecimento” das investigações sobre a Odebrecht

El FBI y Lava Jato

1 de julho de 2020 | por , e

Los diálogos filtrados muestran la proximidad entre los fiscales brasileños y el FBI en el caso Lava Jato, incluida una reunión oculta del gobierno con la entonces presidenta Dilma Rousseff

No Ministério da Justiça, Sergio Moro abriu as portas para o FBI

4 de maio de 2020 | por

Reuniões do alto escalão, apoio a uma unidade de vigilância na Tríplice Fronteira e compartilhamento de dados biométricos de cidadãos dos dois países demonstram aproximação

En el Ministerio de Justicia, Sérgio Moro le abrió las puertas al FBI en Brasil

4 de maio de 2020 | por

Reuniones de alto nivel, apoyo a una unidad de vigilancia en la Triple Frontera e intercambio de datos biométricos de ciudadanos de los dos países demuestran ese acercamiento