Agência de Jornalismo Investigativo

Quem somos

Fundada em 2011 por repórteres mulheres, a Pública é a primeira agência de jornalismo investigativo sem fins lucrativos do Brasil. Todas as nossas reportagens são feitas com base na rigorosa apuração dos fatos e têm como princípio a defesa intransigente dos direitos humanos.

Nossas reportagens de fôlego pautadas pelo interesse público foram republicadas em 2019 por mais de mil veículos de comunicação brasileiros e estrangeiros. Além de distribuir conteúdo para grandes portais no país, como UOL, El País Brasil, Yahoo, IG e Exame, entre outros, temos uma rede de republicadores em espanhol  que conta com 18 veículos em 12 países.Todas as reportagens da Pública podem ser republicadas gratuitamente sob a licença Creative Commons.

Investigamos a administração pública, incluindo todos os níveis de governo e as casas legislativas; os impactos sociais e ambientais de empresas, suas práticas de corrupção e de antitransparência; o Poder Judiciário, sua eficácia, transparência e equidade; e a violência contra populações vulneráveis na cidade e no campo.

No programa de fomento ao jornalismo independente, realizamos mentorias para jornalistas, concurso de microbolsas de reportagem, eventos de discussão sobre jornalismo e programas de apoio a projetos inovadores.

Ao longo de nossa história, conquistamos 52 prêmios. Entre eles, o Gabriel Garcia Márquez, o mais importante prêmio de jornalismo da América Latina; o Prêmio Comunique-se; o Troféu Mulher Imprensa e Prêmio Vladimir Herzog. Somos a agência de noticias  mais premiada do Brasil e o  primeiro veículo brasileiro indicado ao Prêmio Liberdade de Imprensa, da organização Repórteres Sem Fronteiras (RSF).

Nosso trabalho só é possível graças ao apoio de mais de 1.500 aliados, que doam a partir de R$ 10 por mês para que a Pública exista. Participe disso e torne-se aliado da Publica: aliados.apublica.org

Missão

A Pública distingue-se por aliar preocupação social com jornalismo independente e de credibilidade. Nossa missão é produzir jornalismo investigativo e fomentar o jornalismo independente na América Latina.

Valores

Independência editorial

Promoção dos direitos humanos e do direito à informação e qualificação do debate democrático

Jornalismo investigativo e inovador, com apuração isenta e criteriosa, baseada em fontes primárias

Construção da igualdade de gênero

Ambiente cooperativo, com estímulo à formação de jornalistas éticos e competentes

Redes Sociais

Conselheiros

Nosso Conselho Consultivo é formado por profissionais renomados no jornalismo brasileiro e no terceiro setor, que se reúnem duas vezes por ano para aconselhar a Direção Executiva da Agência Pública. O Conselho é formado por membros não remunerados e não tem poder decisório.

Prêmios

  • Online Journalism Awards

    Somos finalistas do Online Journalism Awards, na categoria General Excellence in Online Journalism - Small Newsroom. Os vencedores serão anunciados em 15 de outubro de 2021.

  • Premio Ortega y Gasset

    A série Transnacionais da Fé, feita em parceria com 16 veículos latinoamericanos, ganhou o Premio Ortega y Gasset de Periodismo na categoria Melhor História ou Investigação Jornalística.

  • Prêmio Vladimir Herzog

    A série de reportagens "O FBI e a Lava Jato"

     

    venceu o 42º Prêmio Vladimir Herzog de Anistia e Direitos Humanos na categoria Texto. 

  • Prêmio Roche de Jornalismo em Saúde

    A cobertura da Agência Pública sobre o coronavírus e seus efeitos na população brasileira ganhou a menção honrosa especial para trabalhos sobre Covid-19.

  • Concurso de Jornalismo de Dados “Todos os Olhos na Amazônia”

    Ganhamos o 1º e o 2º lugar do Concurso de Jornalismo de Dados "Todos os Olhos na Amazônia", promovido pelo Greenpeace e Instituto Hivos. A primeira colocação foi para a reportagem "Com o Bolsonaro, fazendas foram certificadas de maneira irregular em terras indígenas na Amazônia" e o segundo, para "Mineração em terras indígenas com nome e sobrenome".

  • One World Media

    Fomos finalistas da categoria especial do One World Media, que reconhece o trabalho de organizações independentes do mundo todo que fazem jornalismo de interesse público e crítico, privilegiando vozes locais.

  • 36º Prêmio Direitos Humanos de Jornalismo

    Ficamos em terceiro lugar na categoria especial "Futuro Ameaçado", com a reportagem "Apicultores encontram 500 milhões de abelhas mortas em três meses" e tivemos duas menções honrosas na categoria jornalismo online: para a reportagem "Famélicos: a fome que o judiciário não vê" e para o Especial Racismo no Judiciário.

  • Latam Digital Media Awards

    A Pública ficou em 2º lugar na categoria "Melhor Startup Digital de Notícias" no Latam Digital Media Awards 2019.

  • 11º Prêmio Délio Rocha

    A reportagem "Tive que entregar meu filho para uma desconhecida" ficou em 1º lugar na categoria Impresso e Internet

  • VII Prêmio República

    O especial Baía 360 ganhou menção honrosa na categoria Jornalismo Web

  • 35º Prêmio Direitos Humanos de Jornalismo

    Quatro trabalhos da Agência Pública foram premiados, todos na categoria Online. O Especial Amazônia Resiste ficou em 1º lugar e o Especial Matopiba em 3º lugar. Dois trabalhos receberam menção honrosa: a série Efeito Colateral e a reportagem "A ditadura julgada às vésperas das eleições".

  • Concurso Global de Reportagem de Saúde

    A reportagem "Nove meses de luto" foi uma das premiadas pelo Concurso Global de Reportagem de Saúde, do International Center for Journalists (ICFJ).

  • Prêmio Aquisição TV Cultura

    O minidocumentário "O Sonho de Eder" foi premiado durante o 29º Festival Internacional de Curtas-Metragens de São Paulo.

  • VI Prêmio República

    A versão para rádio da reportagem "Watu Morreu", veiculada em parceria com a Rádio CBN, foi vencedora na categoria Rádio.

  • Prêmio Direito à Memória e à Verdade Alceri Maria Gomes da Silva

    A Agência Pública ganhou menção honrosa no prêmio promovido pela Secretaria de Direitos Humanos da Prefeitura de São Paulo.

  • World Summit Award 2017

    O aplicativo "Museu do Ontem" venceu a premiação internacional de  tecnologia na categoria "Turismo e Cultura".

  • Vladimir Herzog

    O “Especial Quilombolas” venceu na categoria texto, e a HQ “Ricardo Silva, executado pela PM” ganhou menção honrosa na categoria artes.

  • Comunique-se

    Natalia Viana, codiretora da Pública, venceu o prêmio categoria jornalista empreendedora.

  • 34º Prêmio Direitos Humanos de Jornalismo

    A reportagem “Os Santos Perseguidos” ficou em terceiro lugar na categoria online. E a reportagem "O Estado devolveu meu filho morto" recebeu menção honrosa na mesma categoria.

  • 10º Prêmio Délio Rocha de Jornalismo de Interesse Público

    Nossa cobertura das eleições à prefeitura de Belo Horizonte, dentro do projecto de fact-checking do "Truco Eleições 2016" ficou em segundo lugar no prêmio.

  •  V Prêmio República

    O “Especial Amazônia em Disputa” venceu na categoria online.

  • Prêmio Gabriel García Márquez

    A reportagem " São Gabriel e seus demônios", foi a vencedora na categoria Crônica.

  • Comunique-se

    Nossa co-diretora Natalia Viana ganhou na categoria Repórter de Mídia Escrita.

  • Prêmio José Lutzenberger de Jornalismo Ambiental

    A reportagem "Ilha dos Marinheiros: à margem de Porto Alegre " ficou em terceiro lugar na categoria Webjornalismo

  • Prêmio Vladimir Herzog

    O  "Especial 100" ganhou na categoria internet. Também recebemos uma menção honrosa na mesma categoria, com o  especial "TVs da Amazônia" .

  • Prêmio Délio Rocha – Jornalismo de Interesse Público

    A reportagem " A Arte de Ignorar a Natureza " ganhou o prêmio na categoria reportagem de internet

  • Prêmio Petrobras de Jornalismo

    O "Especial Tapajós " ganhou o prêmio na categoria Internet. A matéria "Não vai ter Copa" foi a vencedora da categoria Nacional – Petróleo, Gás e Energia.

  • IV Prêmio República

    Reportagem "No Ceará, terra dos Tremembé é ameaçada por Resort Espanhol" venceu na categoria Jornalismo Web. A reportagem "Ninguém os Ouviu" foi finalista na mesma categoria.

  • Troféu Mulher Imprensa

    Nossa repórter Andrea Dip ganhou na categoria Repórter de Site de Notícias.

  • Prêmio Roche de Jornalismo em Saúde na América Latina

    O reportagem "Dor em dobro  foi a vencedora na categoria de Jornalismo Escrito

  • Online Journalism Awards (OJAs)

    Com o especial sobre o Banco Mundial, feito em parceria com o ICIJ, ganhamos o prêmio da Online News Association, dos Estados Unidos.

  • Prêmio Petrobrás de Jornalismo

    A reportagem "Transposição do rio São Francisco: via de mão única" foi vencedora  na categoria Responsabilidade Socioambiental.

  • 32º Prêmio Direitos Humanos de Jornalismo

    A reportagem  " Como se absolve um policial" levou o prêmio na Categoria Online.

  • Menção Honrosa no 31º Prêmio de Jornalismo e Direitos Humanos

    O minidocumentário " Napalm no Vale do Ribeira" (12′) recebeu a Menção Honrosa no prêmio.

  • 9º Prêmio SindhRio

    A reportagem "Dor em dobro" ganhou na categoria Jornalismo & Saúde    

  • Edital Sala de Imprensa do Canal Futura

    O minidocumentário "Conectados" (14′) foi selecionado pelo Edital Sala de Imprensa do Canal Futura    

  • Prêmio MPT de Jornalismo

    A reportagem "A revoada dos passaralhos" ganhou o prêmio na categoria Regional.    

  • 31º Prêmio Direitos Humanos de Jornalismo

    Fomos nomeadas cinco vezes no 31º Prêmio Direitos Humanos de Jornalismo

  • Prêmio HSBC – Jornalistas & Co.

    A Série "Amazônia Pública"  ganhou o Prêmio HSBC – Jornalistas & Co. de Jornalismo Ambiental

  • Prêmio de Melhor Filme Educativo

    O minidocumentário "100% boliviano, mano" (14′) recebeu o prêmio de Melhor Filme Educativo no Festival Entretodos de Direitos Humanos (2013).

  • Prêmio Mulher Troféu Imprensa

  • Festival de Documentários ForumDoc BH

    O minidocumentário "Como se fosse da família(14′) foi selecionado pelo Edital Sala de Imprensa do Canal Futura. Selecionado no Festival Femina (2014). Selecionado para o Festival de Documentários ForumDoc BH (2014)

  • Prêmio Allianz Seguros de Jornalismo

    A reportagem "A terra é dos índios. E o carbono, é de quem?" ganhou o Prêmio Allianz Seguros de Jornalismo Ambiental    

  • Prêmio HSBC – Jornalistas & Co.

    A série sobre "Nilcilene, uma líder da Amazônia ameaçada de morte", ganhou o Prêmio HSBC – Jornalistas & Co. de Jornalismo Ambiental