Agência de Jornalismo Investigativo

Natalia Viana, diretora da Pública, está concorrendo ao Troféu Mulher Imprensa na categoria web. Votar é simples e rápido. Clique e vote!

16 de janeiro de 2013

clique aqui para votar

Quem é Natalia?

A diretora da Pública começou sua carreira na revista Caros Amigos em 2002.  Desde então, foi correspondente da Bandnews em Londres e colaborou com organizações de jornalismo investigativo como o Center for Investigative Journalism de Londres e o Center for Investigative Reporting em Berkeley, nos EUA, e com veículos internacionais como Independent, The Sunday Times e Guardian. Nessa época foi ainda produtora-assistente dos documentários Black Money, do Frontline World, exibido pela PBS americana, e Anthrax War, da CBC canadense.

Publicou o livro Plantados no Chão e foi coautora dos livros Movimento, uma Reportagem, sobre um jornal de resistência durante a ditadura militar, e Habeas Corpus – Apresente-se o Corpo.

Em 2005 recebeu o Prêmio Andifes e Menção Honrosa do Prêmio Vladimir Herzog de Direitos Humanos.

Em novembro de 2010, foi convidada pelo WikiLeaks para coordenar a publicação dos documentos diplomáticos das embaixadas americanas no Brasil e a parceria com os jornais Folha de S.Paulo e O Globo. Escreveu sobre os documentos publicados pelo site do Wikileaks para um blog, no site da revista Carta Capital. Em março de 2011 fundou, junto com Marina Amaral e Tatiana Merlino, a agência de jornalismo investigativo Pública.

A fundação da Pública, primeira do gênero no Brasil, foi anunciada na cerimônia do Troféu Mulher Imprensa 2011, do qual Natalia foi vencedora na categoria Web.

clique aqui para votar

 

Tags

Mais recentes

Microbolsas: investigue a volta da fome no Brasil

20 de agosto de 2018 | por

A Pública e a Oxfam Brasil vão conceder quatro bolsas de R$ 7 mil para os repórteres com as melhores pautas sobre fome

“O tempo do Judiciário é incompatível com qualquer tempo do ser humano”

17 de agosto de 2018 | por

Ex-ministra do STJ Eliana Calmon afirma que faltou a Lava Jato chegar ao Poder Judiciário e que CNJ se transformou em um órgão de controle que não funciona

Truco nos Estados

15 de agosto de 2018 | por

Acompanhe nossa cobertura das eleições governamentais. São 31 jornalistas checando os candidatos a governador em 7 estados!

Explore também

Relatório da ONU: as missões de paz em 2010

27 de setembro de 2011 | por

Report OIOS 2010

Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ) realiza reunião sobre a PEC 55/2016, que cria um teto para os gastos públicos

| De olho | Senado analisa repatriação de recursos por parentes de políticos

6 de novembro de 2016 | por

PEC do teto de gastos deve ser votada na CCJ; parlamentares também voltam a analisar projeto do pré-sal

Tapajós em Transe

10 de dezembro de 2012