Agência de Jornalismo Investigativo

Ferréz

Ferréz é um cronista, contista e romancista paulistano. Começou a escrever aos 12 anos de idade.
Antes de se dedicar exclusivamente à escrita, trabalhou como balconista, auxiliar – geral e arquivista. Seu primeiro livro, “Fortaleza da Desilusão” foi lançado em 1997, mas foi com “Capão Pecado” (2000, ed. Planeta), que se firmou na carreira literária chegando a ter várias reedições, passando de 100 mil exemplares vendidos.
Em 2003, lançou o romance: “Manual Prático do ódio” (ed. Planeta), seguido pelo infantil “Amanhecer Esmeralda” (ed. DSOP, 2005) e o livro de contos “Ninguém é inocente em São Paulo” (2007). Em 2012 lançou o livro “Deus foi almoçar” (finalista do prêmio Portugal Telecon) e o infantil “O pote mágico”. Também publicou os livros “Os ricos também morrem” (ed. Planeta, 2016) e “Cronista de um tempo ruim” (Selo Povo Editora, 2018)
Teve suas obras traduzidas na Itália, Alemanha, Inglaterra, Portugal, Roma, França, Espanha e Estados Unidos.
Como roteirista, escreveu “Os inimigos não levam flores”, adaptado para a TV, os seriados “Cidade dos Homens”(Rede Globo), “9MM” (Fox), e “171” (Universal Chanel). Em 2013 foi indicado para o Prêmio HQ Mix, como melhor roteirista pela HQ Desterro.