Apoie!

Seja aliada da Pública

Seja aliada

Agência de Jornalismo Investigativo

O concurso Microbolsas Judiciário vai distribuir cinco bolsas de R$ 5 mil para as melhores propostas de pauta sobre o tema; inscrições vão até 10/3

20 de janeiro de 2016

[relacionados]

ATUALIZAÇÃO: O prazo de envio das pautas foi estendido até 10 de Março.

Num país em que mais de um terço da população carcerária está preso provisoriamente, conseguir uma audiência com o juiz costuma ser um périplo – e demora pelo menos dois meses. O que não significa que os acusados terão, afinal, acesso à Justiça: morosidade no andamento dos processos, ineficiência, parcialidade e corrupção marcam boa parte dos procedimentos judiciais no país. Em 2014, o sistema judiciário consumiu R$ 68,4 bilhões em verbas públicas, o que equivale a 1,2% do PIB e 2,3% do total dos gastos públicos, segundo o relatório Justiça em Números 2015, do Conselho Nacional de Justiça. Mesmo assim, o Judiciário começou aquele ano com 70,8 milhões de processos pendentes, número que cresce todos os anos desde 2009.

São números que mostram que, por trás do parco acesso à Justiça no Brasil, há muitas histórias a investigar. É por isso que a Pública lança hoje a sexta edição do Concurso de Microbolsas, convidando jornalistas a propor reportagens sobre o sistema judiciário. Se você é jornalista independente ou trabalha em uma redação, seja de qualquer lugar do país, inscreva-se: está na hora de investigar o terceiro poder da República.

Com apoio do Instituto Betty e Jacob Lafer, vamos distribuir bolsas no valor de R$ 5 mil para as cinco melhores propostas de pauta sobre o tema. As propostas podem abordar todos os níveis do sistema judiciário, incluindo as repartições federais, estaduais, militares, trabalhistas, eleitorais, ministérios públicos, conselhos, defensorias.

As inscrições vão até o dia 10 de março e devem ser feitas através deste formulário. Vale ler aqui também o regulamento.

As 5 pautas vencedoras receberão orientação e mentoria das diretoras da Pública ao longo da apuração. No final, serão publicadas no nosso site e na nossa rede de republicadores.Divulgacao_judiciario_2.1

O que são as microbolsas

Desde 2011 promovemos concursos de microbolsas para repórteres independentes. O projeto tem como objetivo fomentar o jornalismo independente e investigativo no país, apoiando repórteres que nem sempre encontram espaço nas redações para reportagens aprofundadas. Ao todo, as cinco edições anteriores distribuíram R$ 89 mil em microbolsas e financiaram 20 reportagens.

Os microbolsistas passam por um processo de aprendizagem e orientação no qual a estratégia de apuração e produção é acompanhada e discutida com os editores da Agência Pública, visando a excelência da reportagem proposta.

Três investigações realizadas através do projeto foram premiadas: “Severinas”, minidocumentário de Eliza Capai, foi finalista do Prêmio Gabriel García Márquez 2014; “Cadeias indígenas na ditadura”, reportagem de André Campos, foi finalista do Prêmio Iberoamericano de Periodismo 2014; e “Jovens negros na mira de grupos de extermínio na Bahia”, de Lena Azevedo, recebeu menção honrosa no Prêmio Abdias do Nascimento 2013. Em 2015, reportagens ganhadoras de microbolsas foram publicadas pelos jornais Zero Hora (RS) e O Povo (CE).

Seja aliada da Pública

Faça parte do nosso novo programa de apoio recorrente e promova jornalismo investigativo de qualidade. Doações a partir de R$ 10,00/mês.

Comentários de nossos aliados

 Ver comentários

Esta é a área de comentários dos nossos aliados, um espaço de debate para boas discussões sobre as reportagens da Pública. Veja nossa política de comentários.

Carregando…
Você precisa ser um aliado para comentar.
Fechar
Só aliados podem denunciar comentários.
Fechar

Explore também

O Congresso Nacional, com a fachada iluminada em homenagem ao Outubro Rosa.

| De olho | Três testes para o governo no Congresso

31 de outubro de 2015 | por

Medidas que contribuem para o ajuste fiscal estão na pauta da Câmara e do Senado da semana e vão mostrar como está a coesão da base aliada

Ferro-gusa: valor desagregado

25 de novembro de 2012 | por

Conheça melhor as indústrias que deveriam trazer desenvolvimento à Amazônia, mas acabaram associadas ao desmatamento ilegal e a geração de trabalho escravo

VÍDEO: 5 mil cruzeiros por cabeça no Araguaia

20 de junho de 2011 | por e

Veja o vídeo produzido a partir de depoimentos de ex-colaboradores do exército. Muitos continuam calados por sofrerem ameaças até hoje.

Mais recentes

“Tenho acesso direto aos assessores de Mourão”, diz presidente do Clube Militar

25 de maio de 2019 | por

Às vésperas da manifestação pró-governo, general Eduardo Barbosa defende a ditadura militar, a economia liberal de Paulo Guedes e até Flávio Bolsonaro, investigado no caso Queiroz: “Causa estranheza ao se ver tanta relevância no caso”

Manifestações podem definir futuro de Bolsonaro no Congresso

24 de maio de 2019 | por

A Pública conversou com parlamentares sobre a crise entre governo e Congresso; ceticismo predomina, mas o resultado das ruas no dia 26 terá peso decisivo no futuro dessas relações

Dois anos do massacre de Pau D’Arco: mandantes ainda impunes e ameaça de despejo

24 de maio de 2019 | por

Em entrevista à Pública, a advogada Andréia Silvério, da CPT de Marabá, conta que os sobreviventes da chacina que vitimou dez trabalhadores ocupantes da fazenda Santa Lúcia em Pau D’Arco (PA) não receberam nenhum apoio do Estado, e que novos conflitos são iminentes

Login para aliados

Participe e seja aliado.

Fechar