Na inauguração da Pública, o jornalista britânico Andrew Jennings contou como pretende expor a corrupção de Ricardo Teixeira.

Na inauguração da Pública, o jornalista britânico Andrew Jennings contou como pretende expor a corrupção de Ricardo Teixeira.

11 de outubro de 2011
15:16
Este texto foi publicado há mais de 10 anos.

No dia 3 de julho a Pública fez um evento de inauguração na Casa de Cultura Digital.

O jornalista Andrew Jennings, que tem revelado diversos escândalos de corrupção na FIFA, contou ao público como pretende expor a corrupção de Ricardo Teixeira. Direto e polêmico, Jennings costuma dizer que a máfia, organização que ele investigou durante anos, é amadora se comparada à FIFA.

Nesta CONVERSA PÚBLICA, Jennings incentivou o público a agir como “jornalistas de guerrilha”: “Se você está bravo pela maneira como os impostos estão sendo roubados, se está bravo porque o seu governo não vai fazer nada contra isso, você tem essa nova arma, a internet.  É essa arma que vamos usar para lutar essa guerra”.

O jornalista  vai voltar ao Brasil no final de outubro para uma sessão no Senado federal. Ele afirma que Teixeira e João Havelange são investigados na Suíça em um caso de subornos na negociação de direitos de transmissão de jogos e patrocínios de Copas de Mundo. Segundo ele,  Teixeira e Havelange teriam feito um acordo com a Justiça suíça para devolver US$ 9 milhões de dólares obtidos com corrupção.

 

 

Seja aliada da Pública

Investigar as ameaças à democracia é nossa forma de protegê-la.

Mais recentes

Presidente da República, Jair Bolsonaro recebendo Honras Militares ao desembarcar na Academia Militar das Agulhas Negras (AMAN)

Partido militar: mais de 1,5 mil candidatos militares concorrem nas eleições neste ano

16 de agosto de 2022 | por e

Candidatos militares somam patrimônio multimilionário; 158 declararam R$ 1 milhão ou mais de bens, incluindo generais do governo Bolsonaro, como Pazuello

Candidatos religiosos declararam patrimônio milionário nas eleições

16 de agosto de 2022 | por , , e

Juntos, 36 postulantes que usam títulos religiosos declararam mais de R$ 79 milhões em bens. Lista de milionários inclui aliados de Bolsonaro, como o pastor Marco Feliciano (PL-SP)

Ex ministro da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Blairo Maggi

Em Mato Grosso, quem manda nas eleições é o agro

16 de agosto de 2022 | por

Rei da soja, Blairo Maggi manobra governador Mauro Mendes, apoia Geller ao Senado e adere a Lula deixando MT sem alternativa política ao agronegócio