Publicado em junho de 2007, o livro Plantados no Chão é uma compilação de mais de 180 casos de militantes assassinados nos primeiros 3 anos do governo Lula por causa da sua convicção. É uma tentativa de entender esses assassinatos, buscar estabelecer que padrão eles seguem, por que eles acontecem e perguntar como continuam a ocorrer em um governo que foi eleito com o apoio desses mesmos movimentos sociais. Autora: Natalia Viana

Publicado em junho de 2007, o livro Plantados no Chão é uma compilação de mais de 180 casos de militantes assassinados nos primeiros 3 anos do governo Lula por causa da sua convicção. É uma tentativa de entender esses assassinatos, buscar estabelecer que padrão eles seguem, por que eles acontecem e perguntar como continuam a ocorrer em um governo que foi eleito com o apoio desses mesmos movimentos sociais. Autora: Natalia Viana

14 de dezembro de 2011
23:52

Mais recentes

Centros antiaborto financiados por grupos americanos enganam mulheres vulneráveis na América Latina

27 de fevereiro de 2020 | por

Investigação da organização openDemocracy revela rede de desinformação que alveja mulheres em busca de ajuda

A mineração em terra indígena com nome, sobrenome e CNPJ

20 de fevereiro de 2020 | por , , , , e

Levantamento exclusivo revela explosão de processos desde 2019 e lista os beneficiários com mais pedidos minerários em TIs: políticos, cooperativas de garimpo e até um artista plástico paulista

PL da Mineração: “É como se o Estado decidisse legalizar o homicídio por não saber controlar”, diz subprocurador-geral da República

20 de fevereiro de 2020 | por

Em entrevista à Pública, Antônio Carlos Bigonha, que medeia a relação de indígenas com o Estado, alerta que, se há uma ideologia a ser defendida, é a ideologia da Constituição de 1988