AGÊNCIA DE REPORTAGEM E JORNALISMO INVESTIGATIVO

Agora quem Truca é o leitor!

A Pública convida a população a fazer perguntas para os candidatos à presidência

trucoA partir da próxima semana, o “Truco!”, projeto de cobertura eleitoral realizado pela Agência Pública de Jornalismo Investigativo vai entrar na sua fase final. Agora, as perguntas serão feitas pelos leitores, para todos os candidatos.
Na segunda-feira, dia 15, será aberto pelo Facebook da Pública o envio das perguntas, cada dia para um candidato. A primeira a ser “Trucada” pelos eleitores será Luciana Genro, do PSOL.

Participe: https://www.facebook.com/agenciapublica

A questão que tiver mais “likes” em um dia será enviada à campanha, que tem o prazo de uma semana para responder.

As regras são simples:

As perguntas têm que ser relativas a uma declaração do candidato, incluindo um link.

As perguntas podem ser feitas por texto, imagem ou vídeo.

A perguntas que receber mais “likes” será enviada para o candidato.

Perguntas com termos ofensivos ou preconceituosos serão excluídas.

“A campanha presidencial está chagando na reta final, e estamos convidando o público da internet para participar ainda mais do debate democrático. As novas regras do Truco são claras e o objetivo é só um: aumentar o diálogo e a prestação de contas dos candidatos com o público, usando as redes sociais”, diz Natalia Viana, diretora de estratégia da Agência Pública.

Das 11 candidaturas à presidência, 10 já se comprometeram participar: Dilma Rousseff (PT), Levy Fidelix (PRTB), José Maria Eymael (PSDC), Pastor Everaldo (PSC), Eduardo Jorge (PV), Luciana Genro (PSOL), Marina Silva (PSB), Mauro Iasi, (PCB), Zé Maria (PSTU) e Rui Costa Pimenta (PCO) se comprometeram a responder ao Truco do Eleitor!

Vale lembrar que a Agência Pública seguirá checando informações ditas pelos candidatos no horário eleitoral.

O Truco!

Desde o início do horário eleitoral gratuito na TV, a Agência Pública tem se dedicado a checar os dados veiculados pelos candidatos à presidência no horário eleitoral gratuito. O resultado das checagens é publicado no site da agência todas as terças, quintas-feiras e aos sábados. Para manter a independência característica da Pública, a agência reuniu uma extensa base de dados de pesquisas, especialistas e instituições de diversas áreas prioritárias na campanha.  A Pública também está produzindo a série Cartas na Mesa, com reportagens especiais confrontando cidadãos e candidatos.
Com um tom provocativo, bem humorado e inovador, o projeto “Truco!” tem identidade visual inspirada em jogos de cartas, desenhada pelo quadrinista Alexandre De Maio. Aos dados checados, são atribuídas cartas, de acordo com o que é apurado. São elas: Truco!”, “Não é bem assim”, “Tá certo, mas peraí”, “Blefe”, “Zap!” e “Que medo”. Saiba Mais: www.apublica.org/truco.

Tags: , , ,

Comentários

Opte por Disqus ou Facebook

  • Khaled

    Por qual meio a candidata Luciana Genro (PSOL) pretende estimular a pressão popular na suas propostas – caso eleita? Diga-se de passagem, por que estimular a pressão popular somente se eleita, já que a proposta já tramita no congresso?

Supremas relações 4

| por | 18 de setembro de 2017

Processo trabalhista revela acesso à cúpula do Judiciário em troca de patrocínio de eventos de site jurídico. Gilmar Mendes tem conversa exposta em que trata sobre projetos de seu IDP

Destrinchando a maconha paraguaia 10

| por | 21 de agosto de 2017

Nosso repórter passou 15 dias em uma plantação ilegal de maconha no Paraguai; miséria e corrupção marcam o cotidiano de um “Estado paralelo”, longe das agências policiais e facções criminosas

Onde está o busto de Lamarca? 15

| por | 4 de setembro de 2017

O ato final do ex-secretário de Meio Ambiente paulista foi sumir com uma estátua do guerrilheiro no Vale do Ribeira, esbravejando contra “herói ideológico”. Reavivou uma memória incômoda, que inclui bombardeios de napalm pela ditadura