Assista ao vídeo do primeiro e único debate sobre temas que os candidatos não querem responder, mediado por Rafucko

Assista ao vídeo do primeiro e único debate sobre temas que os candidatos não querem responder, mediado por Rafucko

22 de outubro de 2014
09:47
Este texto foi publicado há mais de 7 anos.

Quem assistiu aos programas eleitorais na TV percebeu: alguns temas extremamente importantes para o país simplesmente não passaram por lá. E não só nos programas, meticulosamente planejados pelas milionárias campanhas de ambos os partidos: a cada debate, as mesmas perguntas, as mesmas provocações se repetiram, com pouca profundidade e pouca novidade.

Depois de uma longa e estressante corrida eleitoral, pouco se sabe sobre o que Dilma Rousseff, candidata do PT, e Aécio Neves, do PSDB, pensam sobre cultura ou a crise da água no país, por exemplo. Outros temas, como o aborto clandestino – que chegou ao primeiro turno da corrida eleitoral apenas depois do trágico episódio em que Jandira Magdalena dos Santos, de 27 anos, morreu após fazer um aborto numa clínica clandestina no Rio de Janeiro – continuaram sendo tabus no segundo turno. Parecem que nem existem.Por isso convidamos Rafucko para, com seu saboroso humor, fazer as perguntas que ninguém faz aos presidenciáveis dessa eleição. Assim surgiu o programa Vácuo Eleitoral, com o propósito de jogar os holofotes sobre temas que os candidatos não querem responder.

Assista aos três blocos do programa e nos responda: que pergunta você acha que deixou de ser feita – e respondida – neste segundo turno?

 

 

Seja aliada da Pública

Todos precisam conhecer as injustiças que a Pública revela. Ajude nosso jornalismo a pautar o debate público.

Truco

Este texto foi produzido pelo Truco, o projeto de fact-checking da Agência Pública. Entenda a nossa metodologia de checagem e conheça os selos de classificação adotados em https://apublica.org/truco. Sugestões, críticas e observações sobre esta checagem podem ser enviadas para o e-mail truco@apublica.org e por WhatsApp ou Telegram: (11) 99816-3949. Acompanhe também no Twitter e no Facebook. Desde o dia 30 de julho de 2018, os selos “Distorcido” e “Contraditório” deixaram de ser usados no Truco. Além disso, adotamos um novo selo, “Subestimado”. Saiba mais sobre a mudança.

Mais recentes

Conexões e mortes entre dois estados com a presença do Comando Vermelho

6 de julho de 2022 | por

Como a operação que matou mais de 20 pessoas na Vila Cruzeiro, no Rio de Janeiro, se conecta com a guerra entre facções no Pará

Em discurso, à tribuna no Senado, senadora Simone Tebet.

Fazendeira e ruralista, Simone Tebet perde aliados no MS ao se afastar do bolsonarismo

5 de julho de 2022 | por

Proprietária em região de conflito com os Guarani-Kaiowá, senadora já defendeu indenizações em dinheiro para fazendas em áreas indígenas e suspensão de demarcações

Mais cinco já admitiram ocultação de bens e corpos de Bruno e Dom, diz PF

5 de julho de 2022 | por e

Delegado que coordena os trabalhos da Polícia Federal diz que “trabalha com hipótese” de mandante, mas que hoje não tem elementos para indiciar ou fazer buscas contra alguém