Apoie!

Seja aliada da Pública

Seja aliada

Agência de Jornalismo Investigativo

O concurso Microbolsas Judiciário vai distribuir cinco bolsas de R$ 5 mil para as melhores propostas de pauta sobre o tema; inscrições vão até 10/3

20 de janeiro de 2016

[relacionados]

ATUALIZAÇÃO: O prazo de envio das pautas foi estendido até 10 de Março.

Num país em que mais de um terço da população carcerária está preso provisoriamente, conseguir uma audiência com o juiz costuma ser um périplo – e demora pelo menos dois meses. O que não significa que os acusados terão, afinal, acesso à Justiça: morosidade no andamento dos processos, ineficiência, parcialidade e corrupção marcam boa parte dos procedimentos judiciais no país. Em 2014, o sistema judiciário consumiu R$ 68,4 bilhões em verbas públicas, o que equivale a 1,2% do PIB e 2,3% do total dos gastos públicos, segundo o relatório Justiça em Números 2015, do Conselho Nacional de Justiça. Mesmo assim, o Judiciário começou aquele ano com 70,8 milhões de processos pendentes, número que cresce todos os anos desde 2009.

São números que mostram que, por trás do parco acesso à Justiça no Brasil, há muitas histórias a investigar. É por isso que a Pública lança hoje a sexta edição do Concurso de Microbolsas, convidando jornalistas a propor reportagens sobre o sistema judiciário. Se você é jornalista independente ou trabalha em uma redação, seja de qualquer lugar do país, inscreva-se: está na hora de investigar o terceiro poder da República.

Com apoio do Instituto Betty e Jacob Lafer, vamos distribuir bolsas no valor de R$ 5 mil para as cinco melhores propostas de pauta sobre o tema. As propostas podem abordar todos os níveis do sistema judiciário, incluindo as repartições federais, estaduais, militares, trabalhistas, eleitorais, ministérios públicos, conselhos, defensorias.

As inscrições vão até o dia 10 de março e devem ser feitas através deste formulário. Vale ler aqui também o regulamento.

As 5 pautas vencedoras receberão orientação e mentoria das diretoras da Pública ao longo da apuração. No final, serão publicadas no nosso site e na nossa rede de republicadores.Divulgacao_judiciario_2.1

O que são as microbolsas

Desde 2011 promovemos concursos de microbolsas para repórteres independentes. O projeto tem como objetivo fomentar o jornalismo independente e investigativo no país, apoiando repórteres que nem sempre encontram espaço nas redações para reportagens aprofundadas. Ao todo, as cinco edições anteriores distribuíram R$ 89 mil em microbolsas e financiaram 20 reportagens.

Os microbolsistas passam por um processo de aprendizagem e orientação no qual a estratégia de apuração e produção é acompanhada e discutida com os editores da Agência Pública, visando a excelência da reportagem proposta.

Três investigações realizadas através do projeto foram premiadas: “Severinas”, minidocumentário de Eliza Capai, foi finalista do Prêmio Gabriel García Márquez 2014; “Cadeias indígenas na ditadura”, reportagem de André Campos, foi finalista do Prêmio Iberoamericano de Periodismo 2014; e “Jovens negros na mira de grupos de extermínio na Bahia”, de Lena Azevedo, recebeu menção honrosa no Prêmio Abdias do Nascimento 2013. Em 2015, reportagens ganhadoras de microbolsas foram publicadas pelos jornais Zero Hora (RS) e O Povo (CE).

Seja aliada da Pública

Faça parte do nosso novo programa de apoio recorrente e promova jornalismo investigativo de qualidade. Doações a partir de R$ 10,00/mês.

Comentários de nossos aliados

 Ver comentários

Esta é a área de comentários dos nossos aliados, um espaço de debate para boas discussões sobre as reportagens da Pública. Veja nossa política de comentários.

Carregando…
Você precisa ser um aliado para comentar.
Fechar
Só aliados podem denunciar comentários.
Fechar

Explore também

Ação Civil Pública do MP contra a Portuguesa Santista e seu então presidente, Ronildo Borges de Souza

28 de setembro de 2012 | por

Ação Civil Pública do Ministério Público do Estado de São Paulo ajuizada contra a Portuguesa Santista e seu presidente, Ronildo Borges de Souza, exigindo do clube que parasse de utilizar os adolescentes em partidas oficiais ou treinamentos até que estivessem sob guarda de pessoa responsável, com a documentação em Santos regularizada, e matriculados na escola – direitos assegurados pela Lei Pelé.

O presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), em sessão extraordinária para discussão e votação de diversos projetos.

| De olho | Congresso retoma sob expectativa da reação de Cunha

21 de agosto de 2015 | por

Denunciado, presidente da Câmara pode voltar a complicar pauta do governo, que tenta aprovar projetos para recuperar a economia

O Congresso Nacional, com a fachada iluminada em homenagem ao Outubro Rosa.

| De olho | Três testes para o governo no Congresso

31 de outubro de 2015 | por

Medidas que contribuem para o ajuste fiscal estão na pauta da Câmara e do Senado da semana e vão mostrar como está a coesão da base aliada

Mais recentes

Mulheres virtuosas

21 de maio de 2019 | por , e

Obediência e submissão é o que se espera das mulheres evangélicas, que têm na ministra da Mulher, Família e Direitos Humanos sua maior propagandista

Uma feminista na igreja

21 de maio de 2019 | por

Evangélica, cientista social, mestre em educação e integrante do coletivo Evangélicas pela Igualdade de Gênero, Simony dos Anjos dá palestras para mulheres da igreja sobre violência doméstica e direitos reprodutivos

Podcast: Pequena África

20 de maio de 2019 | por e

Cultura negra é só samba? No segundo episódio de hoje do podcast Histórias Que Ninguém Te Conta você conhece os personagens da Zona portuária carioca que mantêm viva a herança cultural africana

Login para aliados

Participe e seja aliado.

Fechar