Apoie!

Seja aliada da Pública

Seja aliada

Agência de Jornalismo Investigativo

Mirobolsas Copa do Mundo

Seguindo sua missão de fomentar o jornalismo investigativo e independente, a Pública realiza periodicamente o Concurso de Microbolsas de Reportagem, convidando repórteres brasileiros a investigarem temas que merecem mais atenção através  de um chamado público. Os vencedores recebem apoio financeiro e mentoria para realização da investigação.

A 3ª edição investigou as violações de direitos humanos feitas em nome da Copa do Mundo de 2014.

Neste especial

Ao lado da casa de Fortunato da Silva, que não tem energia, passa uma linha de alta tensão que liga os municípios de Jucás e Catarina (CE)

Não vai ter Copa

23 de maio de 2014 | por

Pelo menos 242 mil famílias ainda não têm energia elétrica em casa. Percorremos 1.300 quilômetros no sertão do Ceará para contar a rotina de algumas pessoas que não vão assistir à Copa do Mundo

Sem Copa verde

24 de fevereiro de 2014 | por

Vendida como a capital da floresta, Manaus acumula decepções com as obras - que já mataram três operários - sem retorno para os moradores; e pode decepcionar os visitantes com as marcas da degradação urbana e da desigualdade social

Andrade Gutierrez enfrenta ação do MPT por acidentes de trabalho

24 de fevereiro de 2014 | por

Desde o início das obras, três operários morreram; a Pública localizou a família de Marcleudo Melo Ferreira, que estuda processar a construtora e a União pela morte do rapaz de 22 anos

Mais recentes

Microbolsas mineração

12 de janeiro de 2021

A 12ª edição das microbolsas, promovida pela Agência Pública em parceria com o Comitê em Defesa dos Territórios Frente à Mineração, selecionou reportagens investigativas sobre a mineração no Brasil.

Nega-te a ti mesmo

17 de dezembro de 2020

Série investigativa revela atuação de grupo cristão transnacional para "reverter" homossexualidade e identidade de gênero

Era uma vez no país da cloroquina

13 de outubro de 2020

Desde quando Bolsonaro começou a fazer propaganda de supostas curas para a doença, diversas prefeituras passaram a adotar os medicamentos ineficazes como parte de suas políticas públicas de combate à doença. Na série “Era uma vez, no país da Cloroquina” contamos a história de dez dessas cidades