Apoie!

Seja aliada da Pública

Seja aliada

Agência de Jornalismo Investigativo

A realidade dos preparativos para a Copa se transforma em imagens belas e duras através das obras do carioca Antônio Máximo

2 de março de 2012
Especial: Copa Pública

O carioca Antônio Máximo diz que é rubro-negro antes mesmo de dar seu histórico profissional:  desenhista de arquitetura, arte-finalista, desenhista de mobiliário e marceneiro, artista gráfico e estudante de história. Nascido e criado em Vila Isabel, Máximo alimenta um blog e espalha sua arte política por aí, doa a quem doer.

Com os mega eventos, o buraco é mais em baixo. Diz que não acredita neles desde a seleção de 1982 porque a Copa do Mundo transforma as cidades em grandes estandes de venda e os craques em mercadoria “muito bem confeccionada nas salas de imprensa”.

Máximo também critica, nos desenhos e com palavras a assepsia da FIFA que toma forma a cada dia: “Assepsia não só para inglês ver mas também para a Adidas, Nike, etc”.

Veja suas ilustrações na galeria rotativa e leia as explicações do artista para cada uma delas:

“Mundo da Bola mostra que a classe média que agora, ao invés de querer seus filhos “doutores”, já os coloca, desde cedo, em “escolinhas de futebol” pensando em vê-los “Ronaldos”.

“Em O quanto eles se importam basta olhar para a cabra. No lugar dela talvez pudessem estar o Blatter ou o Ricardo Teixeira. O resultado seria o mesmo.”

“Para cidade dispensável lembrei-me da comunidade da Vila Autódromo ameaçada de remoção por causa das obras da Copa? o povo resistindo, batendo de frente com um bloco de concreto.”

“Livre Mercado diz que o que menos importa é o futebol. A Fifa deixou o osso a ser disputado entre os ratos.”

“Burro sem Rabo é o nome que se dá aqui no Rio ao trabalhador que puxa uma espécie de carro de madeira, em geral, pra carregar mudança, material de construção, etc. Na charge, procurei caracterizar a divisão que parece ser a intenção da Fifa com seus territórios de exclusão, durante a Copa, aqui no Rio. Uma cerca no meio, de um lado o “burro sem rabo”, do outro o Rio Maravilha, a zona sul, a praia, sob a benção do Cristo.

O blog Copa Pública é uma experiência de jornalismo cidadão que mostra como a população brasileira tem sido afetada pelos preparativos para a Copa de 2014 – e como está se organizando para não ficar de fora.

 

Seja aliada da Pública

Faça parte do nosso novo programa de apoio recorrente e promova jornalismo investigativo de qualidade. Doações a partir de R$ 10,00/mês.

Explore também

Como cobrir Jair Bolsonaro?

5 de abril de 2018 | por

Nesta entrevista, jornalistas debatem o desafio da cobertura, nas eleições, do controverso e polêmico deputado federal pelo PSL, pré-candidato à Presidência

Onde está o busto de Lamarca?

4 de setembro de 2017 | por

O ato final do ex-secretário de Meio Ambiente paulista foi sumir com uma estátua do guerrilheiro no Vale do Ribeira, esbravejando contra “herói ideológico”. Reavivou uma memória incômoda, que inclui bombardeios de napalm pela ditadura

Nova base de dados rastreia implantes médicos defeituosos pelo mundo

26 de novembro de 2018 | por e

A Base Internacional de Dados sobre Dispositivos Médicos fornece a pacientes um volume de informações sem precedentes

Mais recentes

Afinal, o Brasil é o maior consumidor de agrotóxico do mundo?

24 de junho de 2019 | por e

Não existem dados recentes que comparam consumo em diferentes países; segundo pesquisa da FAO, Brasil foi campeão em gastos com agrotóxicos em 2013, mas o sétimo se comparar com área plantada

Governo registrou 167 denúncias de violação sexual por líderes religiosos em três anos

24 de junho de 2019 | por

Disque 100 recebe média de três denúncias envolvendo religiosos por semana; em 2016, violência sexual foi a acusação mais frequente

Do Stonewall à Parada do Orgulho LGBT

20 de junho de 2019 | por e

Em entrevista exclusiva, fundador do consórcio que comemora os 50 anos de Stonewall fala sobre o episódio que marcou a luta por direitos nos Estados Unidos e no mundo

Login para aliados

Participe e seja aliado.

Fechar