Apoie!

Seja aliada da Pública

Seja aliada

Agência de Jornalismo Investigativo
20 de maio de 2015
16:30

Agência Pública e a organização Artigo 19 obtiveram acesso a 537 contratos de demanda firme assinados pela Sabesp com empresas que consomem muita água no Estado de São Paulo. Esses contratos oferecem às empresas uma lógica contrária à do consumidor comum: quanto maior o uso médio de água, maior o desconto oferecido pela Sabesp.

Os contratos, publicados nesta base de dados, fazem parte de uma investigação do Grupo de Atuação Especial de Defesa do Meio Ambiente (Gaema) do Ministério Público Estadual sobre a crise hídrica.

Aqui os cidadãos poderão averiguar quais são as condições dos contratos, os descontos na conta e verificar se o prédio onde trabalham, a sua igreja ou time de futebol estão usando muita água. Para ver as informações e os documentos, basta selecionar o nome da empresa abaixo. A ferramenta também permite buscar os clientes por nome. Basta clicar na seta do menu dropdown.

Contratos

Mínimo de duas letras.
dataanosvolume (m3/mes)valor (BRL)tarifa (BRL/m3)volume por ano
A pesquisa atual não dá resultados.

Leia também a nossa reportagem sobre os dados.

Baixe aqui a tabela com os dados sobre os contratos (os dados de consumo estão em m3).

E aqui você consegue baixar todos os contratos em PDF

Leia mais: Sabesp censura contratos de grandes consumidores

Leia mais: Em 2014, Sabesp vendeu água do Cantareira com desconto

Leia mais: Água destinada a empresas aumenta 92 vezes em 10 anos

Seja aliada da Pública

Faça parte do nosso novo programa de apoio recorrente e promova jornalismo investigativo de qualidade. Doações a partir de R$ 10,00/mês.

Mais recentes

Com aprovação de mais agrotóxicos, apicultores temem novo extermínio de abelhas

22 de agosto de 2019 | por e

Última leva de aprovações do governo Bolsonaro incluiu seis produtos com Sulfoxaflor; pesticida é apontado como causador de morte de enxames

Tapirapé defendem território de invasores por conta própria

21 de agosto de 2019 | por

Há 16 anos os indígenas aguardam a Justiça expulsar os que desmatam a TI Urubu Branco, em Confresa (MT); recursos judiciais de fazendeiros atrasam desintrusão

Kataguiri admite pressão ruralista e de governo em substitutivo contra controle ambiental

20 de agosto de 2019 | por

Puxão de orelha de presidente da Câmara obriga deputado a rever texto que coloca em risco 87% de áreas quilombolas, 22% de terras indígenas e unidades de conservação