Apoie!

Seja aliada da Pública

Seja aliada

Agência de Jornalismo Investigativo
17 de outubro de 2016

De cada três assassinatos na zona rural paraense, dois são no sul e sudeste do estado; impunidade e morosidade no ordenamento fundiário perpetuam a pistolagem

Monumento em homenagem às vítimas do Massacre de Eldorado dos Carajás, na chamada “Curva do Esse” às margens da PA-150 

De Marabá até o acampamento Novo Oeste, que fica na região de São Félix do Xingu, são cerca de 7 horas de viagem. Mas em dias de chuva, a viagem pode ser chegar até dois dias. 

 

Entrada da propriedade onde vivia Ronair José de Lima, último líder assassinado em uma emboscada, no acampamento Novo Oeste. 

Interior da casa onde vivia Ronair José de Lima e sua companheira. 

Primeira assembleia dos acampados, um mês após o assassinato de Ronair. 

Na vicinal dentro do acampamento, os assassinos armaram uma tocai e quando Ronair passava de moto com a sua companheira, foi atingido no peito por um disparo de arma de fogo. No local ainda estava a forquilha que os assassinos apoiaram a espingarda. 

Noite estrelada no acampamento Novo Oeste, São Félix do Xingu, Pará

Ensaios

O copyright das imagens publicadas nesta seção é dos fotógrafos aqui creditados. Os ensaios não estão disponíveis para republicação. Para entrar em contato com os autores das imagens envie um e-mail para contato@apublica.org.

Tags

Mais recentes

A vida e o crack na Maré

30 de agosto de 2019 | por , e

Um ensaio sobre a cracolândia da favela carioca, onde se escancara o que a sociedade, em um misto de confusão e vergonha, tenta esconder

O Morro do Turano é um lugar maravilhoso

23 de agosto de 2019 | por

Uma moradora prestes a se formar em jornalismo e um fotógrafo retratam as belezas da vida em uma das maiores favelas da zona norte do Rio

Eu vi a fome e a alegria no Vale do Jequitinhonha

25 de julho de 2019 | por

O fotógrafo Nilmar Lage foi até o Vale e conheceu de perto o que quer dizer "vulnerabilidade alimentar"