Agência de Jornalismo Investigativo

Leavantamos 165 empresários do transporte carioca e identificamos as sociedades que eles formam em diversas empresas, incluindo de outros ramos

8 de agosto de 2017

Ex-candidato a deputado acusado de homicídio, ex-assessora de deputada condenada por fraude eleitoral, empresário condecorado por vereador beneficiado por seus financiamentos de campanha, proprietários de contas em paraísos fiscais e muito mais. Engana-se quem pensa que a família Barata reina sozinha no ramo de transporte público via ônibus no Rio de Janeiro. A lista é longa e o perfil dos empresários, diverso.

Atrás dos Baratas, líderes do setor, há diversos outros grupos expressivos, como o Grupo Redentor, JAL, Rubamérica e Real Auto, além de empresas menores. São eles que comandam as concessões de transporte público rodoviário na capital carioca, por meio dos quatro consórcios que atuam em distintas regiões da cidade (Santa Cruz, Transcarioca Internorte e Intersul). Com base em dados declarados pelas empresas à Receita Federal, a Pública identificou os proprietários das 39 empresas que formam esses consórcios.

São 165 sócios organizados em grupos – quase sempre familiares – que dividem também outros negócios, além das concessões de ônibus. Estão aí tanto os primeiros empresários do ramo – Jacob Barata, José de Castro Barbosa (o Zé do Pau), José Ferreira etc. – como novos executivos e herdeiros. A transição entre gerações é uma preocupação no setor, tanto que a Fetranspor criou um programa exclusivo para orientação de herdeiros na sucessão dos negócios.

Além das concessionárias de ônibus, foram mapeadas outras 249 empresas desses proprietários. Elas atuam principalmente no setor de transporte e imobiliário. Destacam-se também os ramos automobilístico e de gestão de empresas.

As imobiliárias correspondem a 43 das 249 empresas. 11 destas imobiliárias possuem participação direta da família Barata no quadro societário.

Conheça os donos dos ônibus no Rio de Janeiro, selecionando um consórcio/região da cidade (esse mapa funciona apenas em laptops, desktops ou tablets):

[Aperte aqui para abrir em uma nova janela ]

O quadro societário das empresas na Receita Federal foi utilizado como base para o mapeamento e os dados estão disponíveis em formato aberto aqui: https://github.com/belisards/mapa-onibus-rj/

Atualização: Uma versão anterior do texto dizia que havia 410 empresas de ônibus no mapeamento. Na verdade, são 39. A informação foi corrigida.  

Você precisa ser um aliado para comentar.
Fechar
Fechar
Só aliados podem denunciar comentários.
Fechar

Explore também

Como cobrir a Venezuela honestamente?

24 de outubro de 2017 | por

Jornalistas brasileiros que visitaram recentemente o país contam os desafios de escrever sobre uma sociedade polarizada e estigmatizada

Funk-se quem puder

19 de setembro de 2012 | por

Bailes na periferia de São Paulo são encerrados sob violenta repressão policial, enquanto meninas são levadas de ônibus das comunidades onde moram para “animar a festa” nas baladas chiques

O deputado Arnaldo Faria de Sá (PTB-SP), cujo voto no Conselho de Ética é uma incógnita

O quinteto que pode salvar Cunha

8 de dezembro de 2015 | por

Processo contra o presidente da Câmara no Conselho de Ética depende de como votarem os deputados Sérgio Brito (PSD-BA), Cacá Leão (PP-BA), Arnaldo Faria de Sá (PTB-SP), Ricardo Barros (PP-PR) e Paulo Azi (DEM-BA)

Mais recentes

Governo federal não sabe quantos conselhos foram extintos nem qual será a redução de custos

17 de abril de 2019 | por e

Celebrado por Bolsonaro como uma das medidas dos seus 100 dias de governo, nem governo nem ministérios sabem informar o impacto do decreto que acabou com os conselhos federais

Ministério dos Direitos Humanos nega 33 pedidos de anistia para cada solicitação aprovada

16 de abril de 2019 | por e

Presidida por ex-advogado de Bolsonaro, com histórico de ações contra reparações a presos políticos, Comissão de Anistia tem seis militares e apenas um representante de perseguidos pela ditadura

“Coquetel” com 27 agrotóxicos foi achado na água de 1 em cada 4 municípios – consulte o seu

15 de abril de 2019 | por , e

São Paulo, Rio de Janeiro e outras 1.300 cidades acharam agrotóxicos na rede de abastecimento. Dados do Ministério da Saúde revelam que a água do brasileiro está contaminada com substâncias que podem causar doenças graves