Agência de Jornalismo Investigativo

André Picolotto

André Picolotto é jornalista com experiência de reportagem nas áreas de direitos humanos, condições de trabalho e impactos socioambientais. Investigou as cadeias produtivas do gesso (PE), do cacau (BA) e da fruticultura irrigada (RN, CE, PE e BA), em trabalhos desenvolvidos para a Organização Internacional do Trabalho (OIT), o Ministério Público do Trabalho (MPT) e a Oxfam. Também já escreveu sobre cultura popular. É autor de “Discos Marcus Pereira: uma história musical do Brasil” e coautor de “Vidas Tragadas: os danos sociais da produção de fumo no Brasil”. Participou da produção de dois documentários em curta-metragem: “Sertão branco” e “Frutas doces, vidas amargas”.

Formado pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), hoje mora em Florianópolis.

Mais recentes

De modelo internacional à extinção: como morre uma política pública

19 de janeiro de 2022 | por , e

Programa de diversificação do cultivo de tabaco que beneficia agricultores do setor foi alterado no governo Bolsonaro. Detalhe: o programa era referência internacional

Intoxicação crônica ao plantar tabaco foi “sua exclusiva culpa”

18 de janeiro de 2022 | por , e

Agricultor seguiu as regras de plantio impostas pela indústria do cigarro e adoeceu — mas o trauma neurológico que o incapacitou para sempre é problema dele, diz fumageira

Depressão, ansiedade e suicídios: a realidade dos que plantam tabaco no Brasil

Depressão, ansiedade e suicídios: a realidade dos que plantam tabaco no Brasil

17 de janeiro de 2022 | por , e

Exposição a agrotóxicos traz sofrimento mental e esgotamento de famílias agricultoras que garantem ao país a liderança mundial no mercado de exportação de fumo