Mande uma pauta inédita e um plano de trabalho e inscreva-se até o dia 23 de março. Clique aqui para saber mais.

Mande uma pauta inédita e um plano de trabalho e inscreva-se até o dia 23 de março. Clique aqui para saber mais.

27 de fevereiro de 2012
12:00
Este texto foi publicado há mais de 9 anos.

Se você tem uma pauta inédita e sonha em fazer a sua reportagem de maneira independente, clique aqui para ler o regulamento. As propostas serão analisadas por uma comissão julgadora composta pelas coordenadoras da Pública e os nossos conselheiros.

As quatro propostas vencedoras receberão um total de R$ 4.000, cada uma, para a realização de reportagem em texto ou vídeo até o final de junho. O valor pode ser usado para custos e para pagamento do repórter, na proporção que ele escolher.

O conteúdo será depois publicado no site da Pública.

As inscrições estão abertas até o dia 23 de março e devem ser feitas através do email: contato.publica@gmail.com

Os vencedores serão anunciados no dia 2 de abril.

A Pública acredita na reportagem. E no repórter.

“Jornalismo genuinamente objetivo é aquele que não apenas apura os fatos, mas compreende o significado dos acontecimentos. É impactante não apenas hoje, mas resiste à passagem do tempo. É validado não apenas por ‘fontes confiáveis’, mas pelo desenrolar da história. E dez, vinte, quinze anos depois ainda serve como espelho verdadeiro e inteligente do que aconteceu” – T.D.Allman

Seja aliada da Pública

Todos precisam conhecer as injustiças que a Pública revela. Ajude nosso jornalismo a pautar o debate público.

Mais recentes

Proposta de Bolsonaro

Proposta de Bolsonaro “cria ambiente para faroeste digital”, diz presidente da SaferNet

23 de setembro de 2021 | por

Em entrevista, Thiago Tavares diz que Projeto de Lei enviado pelo presidente mira eleições de 2022 e pode ser usado para anular inquéritos no STF

A escola é para todes; desenho feito por criança trans de 7 anos representando dois adultos e duas crianças, escrito

A escola é para todes

22 de setembro de 2021 | por

1.700 estudantes trans já adotam o nome social no ensino básico, mas preconceito e agressões, dentro e fora de sala de aula, dificultam quebra do ciclo de exclusão

Mulheres protestando contra o Estatuto do Nascituro

Juíza nega aborto legal para menina vítima de estupro e teria exposto sentença no WhatsApp

21 de setembro de 2021 | por

Após sofrer perseguição de assistentes sociais e ter o aborto negado na Justiça, adolescente vítima de estupro precisou recorrer ao MP para acessar direito