Agência de Jornalismo Investigativo

Ficou com alguma dúvida sobre o projeto Reportagem Pública 2015, o segundo crowdfunding da Pública para financiar reportagens?

21 de janeiro de 2015

Veja as dúvidas mais frequentes:

O que é o conselho editorial?

O conselho editorial é formado por todas as pessoas que contribuíram com o projeto Reportagem Pública 2015. Após o período de arrecadação, os conselheiros serão convidados a participar da escolha das reportagens financiadas pelo crowdfunding. A partir de março, todo dia 15 a Agência Pública vai colocar para votação três propostas de pauta. Durante 10 meses, o conselho editorial será responsável por decidir o que a Pública vai investigar. Os membros do conselho também participam de um grupo secreto no Facebook.

 

Eu posso votar mais de uma vez na mesma reportagem?

Não. Cada conselheiro da Agência Pública tem direito a um voto por mês.

 

Como eu vou ter acesso ao hotsite?

Assim que o período de arrecadação for encerrado, cada conselheiro receberá por email as instruções de como acessar o site, com login e senha. O acesso ao painel de votação será exclusivo àqueles que contribuírem com o projeto.

 

Quando será o período de votação?

Todo dia 15 será aberta uma nova votação. Os conselheiros têm uma semana para votar em uma das três pautas propostas pela redação da Pública.

 

E se o projeto não atingir a meta de financiamento?

Temos até o dia 06/03 para arrecadar a nossa meta de 50 mil reais. Caso isso não aconteça, todos os apoiadores serão reembolsados.

 

E se a meta for ultrapassada?

Quanto mais dinheiro arrecadado, mais reportagens serão financiadas e mais temas serão escolhidos pelos nossos financiadores.

 

Quando as recompensas serão entregues?

As recompensas serão enviadas até dia 31/03. Os livros e o adesivo serão enviados por correio num prazo máximo de 15 dias. Os apoiadores receberão um email com informações sobre a entrega. O “Ocupe a Pública”, workshop prático de como elaborar uma pauta investigativa, será realizado aos sábados, com data a ser definida, na sede da Pública, em São Paulo.

 

Mas a Pública vai deixar de distribuir bolsas para jornalistas?

É claro que não! Seguimos distribuindo bolsas e oferecendo mentorias para repórteres independentes através dos nossos concursos de microbolsas.  Os bolsistas da última edição já estão realizando suas pautas  e nós já estamos planejando a próxima edição!

 

Ainda tem dúvidas? Fale com a gente: contato.publica@gmail.com

Quer doar? Corre lá:  http://catarse.me/pt/reportagempublica2015

Mais recentes

Ministério de Direitos Humanos recebe quatro denúncias contra policiais militares por dia

19 de julho de 2018 | por

Nos últimos sete anos, Disque 100 recebeu 7.856 denúncias, com 9.496 vítimas

Condenação dos 23 é recado para impedir novas mobilizações, diz Eloisa Samy

18 de julho de 2018 | por

A advogada condenada a 7 anos de prisão por sua participação nas jornadas de junho de 2013 conversou com a Pública sobre a sentença

Clamor por justiça

17 de julho de 2018 | por

A jornalista britânica Jan Rocha, que foi correspondente da BBC durante o regime militar, traz um trecho inédito do livro recém-lançado sobre grupo de apoio às famílias perseguidas pelas ditaduras latino-americanas

Explore também

Veja as regras para concorrer a uma microbolsa

27 de fevereiro de 2012 | por

Mande uma pauta inédita e um plano de trabalho e inscreva-se até o dia 23 de março. Clique aqui para saber mais.

Após remoções para Transolímpica, Prefeitura do Rio descumpre acordo e deixa moradores endividados

21 de junho de 2016 | por

Moradores da zona oeste reassentados no Minha Casa, Minha Vida estão recebendo cobranças indevidas do Banco do Brasil, o que gera insegurança e medo; alguns estão com nome sujo no SPC

Machismo é a regra da casa

13 de março de 2015 | por

Publicitárias denunciam abusos de que são vítimas no trabalho e afirmam: os anúncios que indignam as mulheres nascem da cultura interna das próprias agências