Agência de Jornalismo Investigativo

“O Supremo Tribunal Federal usurpou competência constitucional ao inovar [sobre esse tema], ao arrepio da letra da Constituição da República, que prevê justamente que família é constituída por homem e mulher.” – Evandro Gussi (PV-SP), deputado federal, na quinta-feira (24)

25 de setembro de 2015

não é bem assim v2 azulEmbora alguns parlamentares como Evandro Gussi (PV-SP) afirmem que o Supremo Tribunal Federal (STF) legislou no lugar da Câmara ao emitir decisões sobre o conceito de família previsto na Constituição, os ministros apenas deram a sua interpretação da lei ao julgarem processos sobre esse tema.

A polêmica concentra-se no artigo 226 da Constituição, que diz o seguinte: “A família, base da sociedade, tem especial proteção do Estado”. No parágrafo 3º, o texto afirma que “para efeito da proteção do Estado, é reconhecida a união estável entre o homem e a mulher”. A interpretação dos ministros do STF quando julgaram o reconhecimento da união estável para casais do mesmo sexo, na Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADI) 4.277 e Arguição de Descumprimento de Preceito Fundamental (ADPF) 132-RJ, em 2011, foi de que a definição de entidade familiar apenas pela união estável entre homem e mulher contrariava o inciso IV do artigo 3º da Constituição. Nele, está escrito que o objetivo fundamental da República é “promover o bem de todos, sem preconceitos de origem, raça, sexo, cor, idade e quaisquer outras formas de discriminação”.

Em seu voto, o relator, ministro Carlos Ayres Britto, afirmou que a Constituição proíbe expressamente o preconceito em razão do sexo ou da natural diferença entre homem e mulher. Segundo o ministro, isso se estende também para a liberdade sexual. “Essa liberdade para dispor da própria sexualidade insere-se no rol dos direitos fundamentais do indivíduo”, escreveu. Sobre o artigo 226, Britto explicou que o termo “família” é usado pela Constituição “em seu coloquial ou proverbial significado de núcleo doméstico, pouco importando se formal ou informalmente constituída, ou se integrada por casais heterossexuais ou por pessoas assumidamente homoafetivas”.

O voto do ministro Ayres Britto foi acompanhado pelo dos ministros Luiz Fux, Ricardo Lewandowski, Joaquim Barbosa, Gilmar Mendes, Marco Aurélio, Celso de Mello, Cezar Peluso, Cármen Lúcia Antunes Rocha e Ellen Gracie. Por ter atuado em uma das ações que pediram o reconhecimento da união estável entre casais homossexuais e que originaram o julgamento da ação no STF, o ministro Dias Toffoli não participou da decisão.

Mais recentes

Marina Silva participa de evento da CNA, em agosto de 2018: não há estudos que confirmem dado citado pela candidata

Marina Silva usa dado inexistente sobre leitos ociosos no SUS

20 de setembro de 2018 | por

Candidata da REDE afirma que taxa de ociosidade no sistema é de 50%, mas ministério não possui estatística nacional

Geraldo Alckmin (PSDB) discursa durante o evento da União Nacional de Entidades do Comércio e Serviços (Unecs), em agosto: total de homicídios em SP superou o de cidades americanas citadas

Com dado discutível, Alckmin diz que homicídios em Washington e Chicago superam SP

19 de setembro de 2018 | por

Candidato fez comparação para tentar mostrar seu bom desempenho na área de segurança, mas frase pode ser interpretada de duas maneiras

Comemoração do Dia Nacional de Luta das Pessoas Deficientes na Câmara dos Deputados, em 2016: dados sobre essa parcela da população foram exagerados pelo candidato

Eymael exagera dado sobre crianças e jovens com deficiência

18 de setembro de 2018 | por

Levantamentos do IBGE mostram que parcela dos brasileiros nessa condição é menor do que o porcentual citado pelo candidato

Truco!

Arruda promete que menos imposto reduz preço do gás, mas repasse do desconto é incerto

21 de setembro de 2018

Redução do ICMS não garante que o custo ao consumidor irá cair na mesma proporção, pois atravessadores podem aumentar margens de lucro

Helder Barbalho diz que construiu o estádio municipal de Ananindeua, mas a obra nunca foi concluída

21 de setembro de 2018

Em visita ao local em que teria sido construída a praça esportiva, na periferia de Ananindeua, o Truco nos Estados concluiu: o estádio citado por Helder nunca existiu.

Correto: Adalclever Lopes foi eleito presidente da Assembleia por unanimidade em duas ocasiões

21 de setembro de 2018

Em 2015, ele era o candidato de uma chapa única e, na reeleição em 2016, também foi o único a pleitear a presidência da casa

Explore também

Exagerado, distorcido ou discutível

Legalização das drogas. Não é bem assim, delegado!

21 de agosto de 2015 | por

“Caso o Poder Judiciário interfira nos poderes, no poder desta Câmara, desta Casa, deste deputado, de fazer a legislação, caso eles interfiram neste poder nosso, nós vamos legislar e proibir, em defesa da família brasileira, sem dúvida nenhuma, a legalização de qualquer tipo de droga. Temos que pensar nas famílias e nas pessoas de bem neste país.” – Delegado Waldir (PSDB-GO), deputado federal, no plenário, na quarta-feira (19)

Marina exagera ao acusar PT, PMDB e PSDB de se unirem em votações

16 de maio de 2017 | por

Ex-senadora acusou os três partidos de se juntarem para aprovar anistia ao caixa 2 e a lei do abuso de autoridade

Erro de Moraes: diferença entre homens e mulheres continua grande na magistratura

21 de fevereiro de 2017 | por

Dados mostram que universalização do acesso entre os dois gêneros a postos de trabalho no Poder Judiciário ainda não ocorreu