Agência de Jornalismo Investigativo

Delegado da bancada da bala fez afirmação em discurso na Câmara; não há estudos, contudo, que mostrem essa correspondência

7 de julho de 2016

“As drogas são responsáveis por 90% dos crimes violentos no país.” – Delegado Edson Moreira (PR-MG), em discurso na Câmara no dia 28 de junho

Falso
Falso

O deputado federal Delegado Edson Moreira (PR-MG) afirmou na Câmara que 90% dos crimes violentos no Brasil são causados pelas drogas. A declaração foi feita no contexto do Dia Internacional de Combate às Drogas, celebrado em 26 de junho. O Truco no Congresso – projeto de fact-checking da Agência Pública, realizado em parceria com o Congresso em Foco ­– verificou que a fala do parlamentar é falsa.

Consultamos estudiosos da área de segurança pública para checar se algum estudo ou levantamento de fato relaciona o uso e tráfico de drogas à ocorrência de crimes violentos em nível nacional. A resposta foi “não”, segundo Samira Bueno, diretora-executiva do Fórum Brasileiro de Segurança Pública, Maria Gorete Marques de Jesus, pesquisadora do Núcleo de Estudos da Violência da Universidade de São Paulo (NEV/USP) e Rafael Alcadipani, professor e pesquisador da Fundação Getulio Vargas. Portanto, pode-se dizer, no mínimo, que a afirmação de Moreira não tem base científica.

“Não conhecemos nenhuma pesquisa que faça essa relação de causalidade. O que a gente percebe é que existe um senso comum nas instituições policiais e também jurídicas que associam uma coisa à outra”, explica Jesus. “Pelo que me parece, as tentativas que existiram de fazer essa relação não identificaram essa conexão direta, então não dá para afirmar categoricamente, muito menos [cravar] 90%, que é uma porcentagem bem alta.”

Entramos em contato com a equipe de Moreira para saber a fonte do dado citado durante o discurso em plenário. Segundo sua assessoria, “nenhuma fonte específica” foi consultada, e o número utilizado pelo deputado é fruto das situações vividas ao longo de sua atuação como delegado de polícia.

Truco no Congresso

Este texto foi produzido pelo projeto Truco no Congresso, feito em parceria com o site Congresso em Foco entre agosto de 2015 e dezembro de 2016. As classificações adotadas nas checagens são cartas, que diferem dos selos usados na nova fase do projeto Truco, iniciada em fevereiro de 2017.

Comentários

Mais recentes

Bolsonaro dispara dados falsos de economia, saúde e educação

18 de Maio de 2018 | por , , e

Pré-candidato também utilizou números incorretos sobre segurança pública, mas acertou porcentual comprometido do Orçamento

Flávio Rocha cita dados falsos sobre segurança pública

15 de Maio de 2018 | por , e

Pré-candidato à Presidência exagerou número de evangélicos e acertou beneficiados do Bolsa Família em Pernambuco

Marina Silva omite processos, mas acerta sobre meio ambiente

11 de Maio de 2018 | por , e

Presidenciável exagerou sobre pessoas retiradas da pobreza extrema no governo Lula e errou número de povos indígenas

Explore também

Agência Pública é uma das organizadoras do Festival 3i, encontro de jornalismo inovador

17 de outubro de 2017 | por

Festival é realizado por 8 organizações nativas digitais e vai reunir empreendedores do jornalismo latinoamericano nos dias 11 e 12 de novembro no Rio de Janeiro

O senador Álvaro Dias filiou-se ao Podemos para disputar a presidência

Os exageros e imprecisões nas falas de Álvaro Dias

4 de Maio de 2018 | por , , e

Pré-candidato do Podemos citou dado falso sobre sua aprovação como governador e acertou parcela de brasileiros abaixo da linha de pobreza

Jornalistas palestinos são alvo em Gaza

28 de Janeiro de 2013 | por

Documentário mostra que, nos últimos ataques, Israel alvejou propositalmente jornalistas palestinos embora eles estivessem cumprindo seu papel de relatar o conflito militar