Agência de Jornalismo Investigativo

Delegado da bancada da bala fez afirmação em discurso na Câmara; não há estudos, contudo, que mostrem essa correspondência

7 de julho de 2016

“As drogas são responsáveis por 90% dos crimes violentos no país.” – Delegado Edson Moreira (PR-MG), em discurso na Câmara no dia 28 de junho

Falso
Falso

O deputado federal Delegado Edson Moreira (PR-MG) afirmou na Câmara que 90% dos crimes violentos no Brasil são causados pelas drogas. A declaração foi feita no contexto do Dia Internacional de Combate às Drogas, celebrado em 26 de junho. O Truco no Congresso – projeto de fact-checking da Agência Pública, realizado em parceria com o Congresso em Foco ­– verificou que a fala do parlamentar é falsa.

Consultamos estudiosos da área de segurança pública para checar se algum estudo ou levantamento de fato relaciona o uso e tráfico de drogas à ocorrência de crimes violentos em nível nacional. A resposta foi “não”, segundo Samira Bueno, diretora-executiva do Fórum Brasileiro de Segurança Pública, Maria Gorete Marques de Jesus, pesquisadora do Núcleo de Estudos da Violência da Universidade de São Paulo (NEV/USP) e Rafael Alcadipani, professor e pesquisador da Fundação Getulio Vargas. Portanto, pode-se dizer, no mínimo, que a afirmação de Moreira não tem base científica.

“Não conhecemos nenhuma pesquisa que faça essa relação de causalidade. O que a gente percebe é que existe um senso comum nas instituições policiais e também jurídicas que associam uma coisa à outra”, explica Jesus. “Pelo que me parece, as tentativas que existiram de fazer essa relação não identificaram essa conexão direta, então não dá para afirmar categoricamente, muito menos [cravar] 90%, que é uma porcentagem bem alta.”

Entramos em contato com a equipe de Moreira para saber a fonte do dado citado durante o discurso em plenário. Segundo sua assessoria, “nenhuma fonte específica” foi consultada, e o número utilizado pelo deputado é fruto das situações vividas ao longo de sua atuação como delegado de polícia.

Mais recentes

Guilherme Boulos, em entrevista à EBC: dados atuais mostram que 40% dos presos no país são provisórios, não 30%

Boulos subestima o número de presos provisórios

24 de setembro de 2018 | por

Segundo Conselho Nacional de Justiça, 40% dos detentos são provisórios no Brasil – não 30%, como disse o candidato à Presidência pelo PSOL

Haddad em ato realizado em São Paulo em janeiro: dinheiro para educação cresceu menos do que o anunciado pelo político na sua gestão

Haddad exagera crescimento de verbas do Ministério da Educação

24 de setembro de 2018 | por

Candidato do PT diz que quintuplicou o Orçamento da pasta na sua gestão, mas aumento foi de três vezes

Marina Silva participa de evento da CNA, em agosto de 2018: não há estudos que confirmem dado citado pela candidata

Marina Silva usa dado inexistente sobre leitos ociosos no SUS

20 de setembro de 2018 | por

Candidata da REDE afirma que taxa de ociosidade no sistema é de 50%, mas ministério não possui estatística nacional

Truco!

#leitegate: Eduardo Leite rompeu contrato com Banrisul para obter verbas do PAC

25 de setembro de 2018

Enquanto prefeito de Pelotas, candidato ao Piratini pelo PSDB diz que fez acordo judicial com o banco estadual porque o município poderia ficar impedido de receber financiamento federal para obras de infraestrutura. Ofício do Tesouro Nacional confirma informação

Hospitais filantrópicos realizaram 67% das cirurgias “difíceis” do SUS no Paraná

24 de setembro de 2018

Hospitais públicos atendem mais a média complexidade, deixando a oferta de leitos e a alta complexidade para as instituições filantrópicas

Correto, Anastasia: Minas Gerais teve dois primeiros lugares no IDEB em 2013

24 de setembro de 2018

Ex-governador cita corretamente os dados da pesquisa que avalia o desempenho dos alunos

Explore também

Correto, mas falta contexto

Campanha financiada por pessoas físicas: Tá certo mas peraí, Érika Kokay!

28 de agosto de 2015 | por

“Tenho orgulho de ter a minha campanha financiada por pessoas físicas.” – Érika Kokay (DF), vice-líder do PT na Câmara, na quinta-feira (27), durante bate-boca com parlamentares na CPI dos Fundos de Pensão

João Amoêdo usa dado falso sobre homicídios e faz comparação distorcida

3 de maio de 2018 | por e

Presidenciável, que estreia na política, disse ainda frase discutível sobre o quanto do que se produz vira impostos

Cunha e pauta conservadora. Blefe!

25 de novembro de 2015 | por

“Não há pauta minha ou pauta conservadora que seja imposta à Câmara; todas passam pelo crivo da Casa”, disse Eduardo Cunha (PMDB-RJ), presidente da Câmara, em artigo na Folha de S.Paulo, na terça-feira (24)