Áudios serão enviados por WhatsApp e distribuídos a mais de 300 rádios

Áudios serão enviados por WhatsApp e distribuídos a mais de 300 rádios

11 de outubro de 2019
15:00
Este texto foi publicado há mais de 2 anos.

O Por Trás do alimento, parceria da Agência Pública com a Repórter Brasil para investigar o uso de agrotóxicos no país agora tem um boletim semanal em áudio sobre o tema. O boletim do Por trás do Alimento é distribuído para mais de 300 rádios pela Agência Radioweb, nossa parceira para divulgação, e também via WhatsApp.

Toda semana, será possível ouvir pelas parceiras da Radioweb e também pelos canais da Pública (veja a playlist abaixo) um resumo de uma das reportagens do especial Por Trás do Alimento, que desde o fim do ano passado tem revelado histórias importantes sobre o uso de agrotóxicos no Brasil.

Quer receber reportagens sobre os impactos dos agrotóxicos no seu e-mail? Inscreva-se na nossa newsletter!

Na estreia do boletim, os jornalistas Lucas Weber, Clarissa Levy e Pedro Grigori contam que em três meses meio bilhão de abelhas morreram por conta do uso de agrotóxicos, informação revelada em reportagem publicada em março pelo Por trás do alimento.

Esta é uma forma que encontramos de fazer com que informações que afetam diretamente a saúde de todos cheguem a ainda mais pessoas. Acompanhe o boletim nos canais de distribuição da Pública (Spotify, Apple Podcast e Google Podcast) ou mande um oi para (11) 94551-6388 para receber pelo WhatsApp.

https://open.spotify.com/episode/1OpnFFZOnOtTXflwtWx8gV

Seja aliada da Pública

Todos precisam conhecer as injustiças que a Pública revela. Ajude nosso jornalismo a pautar o debate público.

O projeto Por Trás do Alimento é uma parceria da Agência Pública e Repórter Brasil para investigar o uso de Agrotóxicos no Brasil. A cobertura completa está no site do projeto.

Mais recentes

Comitiva de parlamentares ouviu de lideranças indígenas que pessoas têm “alvo nas costas”

30 de junho de 2022 | por e

Em reunião com parlamentares, indígenas denunciam que órgãos federais como o Exército, Marinha, Polícia Federal, Ibama e Incra são ausentes do Vale do Javari

Exército fotografa tela de computador e jornalista da Agência Pública após perguntas

30 de junho de 2022 | por e

Fotografias foram tiradas pelas costas do jornalista após perguntas não respondidas por general em Atalaia do Norte (AM); exército não comentou episódio

Presos acusados do assassinato de Bruno e Dom são levados de barco pela polícia civil e federal para o local do crime, a fim de reconstituir a ordem dos fatos.

Polícia reconstitui assassinato para testar versões de acusados e testemunhas

30 de junho de 2022 | por e

Mais de 20 policiais federais e civis, além de peritos criminais federais, estão envolvidos na reconstituição do assassinato de Bruno e Dom