A Pública está com vagas abertas para repórter, produtor de podcasts e estágio nas áreas de reportagem, jornalismo de dados e design; as candidaturas devem ser feitas via formulário até o dia 26 de janeiro

A Pública está com vagas abertas para repórter, produtor de podcasts e estágio nas áreas de reportagem, jornalismo de dados e design; as candidaturas devem ser feitas via formulário até o dia 26 de janeiro

13 de janeiro de 2020
16:00

A Agência Pública começa 2020 em busca de novos profissionais e estagiários para fazer parte da equipe. São cinco vagas: para repórter, produtor de podcasts, estagiário de reportagem, estagiário de jornalismo de dados e estagiário de design e criação. Todas as vagas são para trabalhar presencialmente na redação da Agência Pública, em São Paulo.

As candidaturas devem ser feitas através dos formulários correspondentes a cada vaga (links abaixo) até o dia 26 de janeiro de 2020. A seleção será concluída após a realização de testes e entrevistas presenciais com os pré-selecionados. Todos os inscritos serão avisados se foram ou não pré-selecionados.  

A Agência Pública é uma organização sem fins lucrativos que valoriza a diversidade de raça, gênero, classe e região do Brasil. Esses critérios serão levados em consideração no processo seletivo. 

Para saber mais sobre cada uma das vagas e participar do processo seletivo, acesse os links abaixo:

– Vaga: Repórter

– Vaga: Produtor de Podcasts

– Vaga: Estagiário de Reportagem

– Vaga: Estagiário de Jornalismo de Dados

– Vaga: Estagiário de Design e Criação

Seja aliada da Pública

Que tal participar da luta contra as fake news sobre coronavírus? Apoie a Pública. A sua contribuição se transforma em jornalismo sério e corajoso, com impactos reais.

Mais recentes

“Quanto maior o colapso do governo, maior a virulência da guerra cultural”, diz pesquisador da Uerj

28 de maio de 2020 | por

Para o professor João Cezar de Castro Rocha, uma visão revanchista e revisionista da história brasileira moldou Bolsonaro e os bolsonaristas; é essa narrativa que justifica a criação e eliminação de inimigos em série enquanto, ao mesmo tempo, torna impossível governar

“O Brasil poderá ser conhecido como o país que enraizou o negacionismo científico”, diz Nicolelis

27 de maio de 2020 | por

Para evitar uma catástrofe, o renomado neurocientista Miguel Nicolelis afirma que é o momento de adotar medidas drásticas contra o coronavírus: lockdown em locais onde a ocupação dos hospitais esteja acima de 80%, acompanhado de um auxílio econômico que, de fato, permita às pessoas ficar em casa

Milicianos invadem área ambiental e formam máfia da areia no Rio de Janeiro

26 de maio de 2020 | por

Moradores vivem sob regime de medo dentro de uma APA na Baixada Fluminense que tinha oito areais clandestinos funcionando; empresa flagrada tem 11 notificações de órgãos ambientais