Agência de Jornalismo Investigativo

Rubens Valente

Colunista

Rubens Valente, repórter desde 1989, é formado pela UFMS (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul). Trabalhou em Mato Grosso e Mato Grosso do Sul, foi repórter da “Folha de S. Paulo” em Brasília e São Paulo e do jornal “O Globo”, entre outros veículos. Recebeu 20 prêmios nacionais e internacionais, entre os quais dois Prêmios de Excelência Jornalística pela SIP, Sociedade Interamericana de Imprensa, e o Prêmio Esso de Reportagem. Escreveu dois livros, “Os fuzis e as flechas, história de sangue e resistência indígena na ditadura” (Companhia das Letras), lançado em 2017, e “Operação banqueiro” (Geração Editorial), de 2014.


Acusado de matar Bruno e Dom havia sido preso em 2019 com 200 munições de espingarda

29 de junho de 2022 | por e

Até aqui, acreditava-se que não havia registro policial de “Pelado” anterior aos assassinatos
Delegado Alex Perez, responsável pela investigação do caso Bruno e Dom

“Nada está descartado”: o que diz o delegado que preside o inquérito sobre Bruno e Dom

27 de junho de 2022 | por e

Delegado Alex Perez explica que uma segunda apuração poderá ser aberta e os indícios sobre um eventual mandante ainda são “poucos”
Dezenas de indígenas do Vale do Javari reunidos em frente a sede da Funai em Atalaia do Norte

“Se morrer um indígena no Vale do Javari, a gente vai reagir também”, diz líder kanamari

24 de junho de 2022 | por e

A Agência Pública acompanhou protesto na sede da Funai em Atalaia do Norte (AM) que incluiu cartazes contra o presidente do órgão indigenista e o governo federal

Funai de Brasília barrou Bruno durante a primeira fiscalização com indígenas no Javari

23 de junho de 2022 | por e

Em 2021, a entidade dos povos indígenas no Vale do Javari afirmou ao MPF que pessoas dentro da Funai queriam “acertar o Bruno e a Univaja” com medidas administrativas

“Nós não vamos ficar com medo”, diz líder indígena no Javari

21 de junho de 2022 | por e

Na sede da Univaja, indígenas homenagearam Bruno e Dom: “Não foi um índio que caiu, foi um branco. Mas esse cara era nosso companheiro de luta, era amigo dos povos indígenas”
Chácara onde Bruno Pereira e outros servidores da Funai moraram por um tempo, feita de madeira e com grafites em todas as paredes externas

A cidade adotada por Bruno na Amazônia reflete sua perda

21 de junho de 2022 | por e

O caldo de mocotó e o Sport, o cacique irmão na defesa do Javari: as memórias que Bruno deixou em Atalaia, além de uma casinha branca e uma pequena biblioteca
Amarildo da Costa de Oliveira "Pelado" chegando no porto de Atalaia do Norte com delegado Alex Perez Timóteo

Bruno estava “atrapalhando os negócios” dos assassinos, diz investigador da polícia civil

20 de junho de 2022 | por e

No sentido contrário do que afirmou a PF em nota na semana passada, a Polícia Civil segue investigando se houve ou não mandante para o crime

Líder de pescadores acusa mídia de “sensacionalismo” e deputado fala em “fato isolado”

18 de junho de 2022 | por e

Em reunião com cerca de 100 famílias e presença de deputado, representantes de colônias e sindicalistas se queixam de que pescadores estão sendo vistos como “bandidos”
Servidores da Funai em frente ao prédio do órgão no Vale do Javari

“Nós estamos sozinhos no Vale do Javari”, dizem servidores da Funai

17 de junho de 2022 | por , , e

Funcionários expressam à Agência Pública raiva, frustração e impotência; presidente do órgão indigenista nunca esteve na região mesmo depois do assassinato de colaborador em 2019
Chegada dos corpos de Bruno e Dom no porto de Atalaia

Motivação das mortes de Bruno Pereira e Dom Phillips vai definir o caminho do processo

17 de junho de 2022 | por , , e

Uma transferência do caso para a Justiça Federal dependeria de a polícia apontar conexão do crime com a Terra Indígena Vale do Javari
Casa de apoio na margem do rio Ituí onde Bruno e Dom dormiram a ultima noite antes de desaparecerem na região do Vale do Javari

Dom Phillips and Bruno Pereira’s Last Journey

15 de junho de 2022 | por , , e

A suspect has admitted to killing the journalist and Indigenous expert while they were reporting in the Amazon. Agência Pública retraces the steps of their final trip
Casa de apoio na margem do rio Ituí onde Bruno e Dom dormiram a ultima noite antes de desaparecerem na região do Vale do Javari

Na última viagem de Bruno e Dom, nada de “aventura”

15 de junho de 2022 | por , , e

Há dez dias Bruno e Dom desapareceram no rio Itaquaí; hoje, a Polícia Federal diz que um dos suspeitos confirmou o assassinato e que "remanescentes humanos" serão periciados