Agência de Jornalismo Investigativo

“Amazônia em Disputa” é um projeto especial da Agência Pública com o objetivo de investigar a atuação das agências governamentais em meio à disputa predatória por terra na maior floresta tropical do planeta.

Durante três meses, levantamos e cruzamos dados sobre o Incra, a Funai, o ICMBio e o Serviço Florestal Brasileiro buscando avaliar o controle do Estado sobre o território e a execução das políticas públicas de prevenção ao desmatamento e aos conflitos por terra.

Munidos desses dados, partimos para mais três meses de reportagens em campo nos estados do Pará e Mato Grosso – os mais desmatados da Amazônia – com o objetivo de apurar o resultado dessas políticas na vida dos que ali vivem.

Do destino dessas comunidades – extremamente vulneráveis – depende o futuro da floresta, como constatamos ao longo dessa investigação.

Aqui você tem acesso ao resultado completo desse trabalho por meio de vídeos, fotos, mapas, infográficos e reportagens.

Pública revela crime ambiental em terra da União no Pará

18 de outubro de 2016 | por e

Fazendeiro ligado a conflito agrário em São Félix do Xingu obteve planos de manejo florestal a partir de falso título de terra e com aval do Estado; situação levou à extração ilegal de madeira

A espera que sangra o Divino Pai Eterno

17 de outubro de 2016 | por e

Agricultores no sul do Pará exigem criação de assentamento em fazenda localizada em terra pública; conflito violento expõe a negligência do Estado na destinação de terras

A terra das mortes sob encomenda

17 de outubro de 2016 | por e

De cada três assassinatos na zona rural paraense, dois são no sul e sudeste do estado; impunidade e morosidade no ordenamento fundiário perpetuam a pistolagem

No Mato Grosso, os novos problemas de uma velha disputa

12 de setembro de 2016 | por

Como o impeachment abriu um novo capítulo para um dos conflitos por terra mais antigos da Amazônia, na área indígena mais desmatada do país

Casaldáliga e o martírio na Amazônia

12 de setembro de 2016 | por

Aliado dos xavantes, as ameaças de morte não impediram que o bispo dom Pedro Casaldáliga se tornasse uma referência internacional na luta pelos direitos humanos

A guerra secreta pela bauxita

22 de agosto de 2016 | por e

No Pará, a briga de quilombolas pela posse de terras esbarra em interesses da Mineração Rio do Norte e na postura do Instituto Chico Mendes, investigado pelo Ministério Público por suspeita de negligenciar as comunidades

A floresta negociada na bolsa

3 de agosto de 2016 | por e

Novidade trazida pelo Código Florestal, as Cotas de Reserva Ambiental (CRAs) permitem a adequação ambiental de imóveis rurais por meio de uma transação financeira; especialistas questionam o mecanismo, que aguarda regulamentação

O acordo embaixo da árvore

22 de agosto de 2016 | por e

No oeste do Pará, índios e quilombolas vivem relação histórica de amor e ódio

Crime e grilagem com uso do CAR

2 de agosto de 2016 | por e

Concebido para ser um eficaz instrumento de regularização ambiental, o Cadastro Ambiental Rural é utilizado por grileiros e quadrilhas que lucram com o desmatamento ilegal, acirrando os conflitos rurais na Amazônia Legal

As falhas e inconsistências do Cadastro Ambiental Rural

1 de agosto de 2016 | por e

Levantamento da Pública revela que mais de dois terços dos imóveis rurais declarados no CAR do Pará apresentam alguma sobreposição e pelo menos 20 registros definitivos validados em terras indígenas, o que é proibido

Mais recentes

Baía 360

14 de maio de 2018

Uma série de videorreportagens em Realidade Virtual

Coleção Particular

27 de novembro de 2017

Produto do quarto LAB realizado na Casa Pública, este especial transmidia investiga o roubo de espaços públicos por agentes privados - muitas vezes com a conivência de governos.

Amazônia resiste

7 de novembro de 2017

O projeto “Amazônia Resiste” é uma ampla investigação jornalística da Agência Pública sobre a resistência indígena em vários pontos da maior floresta tropical do mundo.

Explore também

O psicanalista das massas

24 de fevereiro de 2017 | por

A maior liderança dos movimentos sociais é um filósofo e psicanalista que vive na militância desde os 15 anos. Conheça Guilherme Boulos, 34 anos, e entenda por que o MTST dobrou de tamanho em quatro anos

Audiência Pública em Natal não resolve problema dos atropelados pela Copa

3 de julho de 2012 | por

E mini doc produzido por alunos da UFRN conta a história dos moradores que podem ser despejados a qualquer momento

Os dez mandamentos do crowdfunding

25 de julho de 2014 | por

Estratégias e ensinamentos de um projeto de financiamento coletivo para jornalismo