Agência de Jornalismo Investigativo

Poluentes e caras, usinas termelétricas devem ficar ligadas o ano todo para armazenar energia para a Copa

22 de Fevereiro de 2013

Há poucos dias, o diretor-geral do Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS), Hermes Chipp, declarou ao jornal “Valor” que as usinas termelétricas devem ficar ligadas durante todo o ano de 2013 para evitar problemas de abastecimento de energia durante a Copa do Mundo de 2014. “As térmicas a gás e carvão ficam durante todo o período seco, para atingir o nível-meta em novembro e garantir o abastecimento em 2014, que é um ano especial por causa da Copa”, disse Chipp, acrescentando que não existe previsão nem para o desligamento das usinas térmicas a óleo, que custam ainda mais. “Se as chuvas forem boas, pode-se paralisar as térmicas a óleo a partir de maio, mas as outras ficam”, disse ao jornal. Hoje, cerca de 25 térmicas a óleo e diesel estão em operação no país.

O aumento do uso da energia com fontes térmicas – caras e poluentes – tem crescido no país nos últimos anos. Segundo o Greenpeace, o prejuízo trazido pelas termelétricas vem do uso adicional de combustíveis fósseis – óleo combustível, diesel e gás natural – , das elevadas emissões de gases estufa e do uso intensivo de água.

A assessoria de imprensa da Associação Brasileira de Distribuidores de Energia Elétrica (Abradee) diz que o uso intensivo das termelétricas já vem provocando custos crescentes: “Em novembro o custo foi de R$ 600 milhões, em outubro R$ 800 milhões e em dezembro R$ 1,3 bilhão. A previsão é de que em janeiro chegue a R$ 1,5 bilhão” respondeu por e-mail à Pública. A Abradee diz não é possível fazer uma estimativa do custo do funcionamento direto das usinas durante o ano de 2013, mas com certeza vai agravar o cenário atual, que já é crítico: “O acionamento das usinas térmicas a plena carga no ano passado, para economizar água dos reservatórios, abriu um rombo no caixa das distribuidoras de energia. Em dezembro, a conta atingiu um valor recorde de R$ 1,389 bilhão e deixou pelo menos 13 empresas do segmento com fluxo de caixa negativo”.

Os principais impactos ambientais gerados pelas térmicas são as altas emissões de material particulado, óxidos de enxofre e dióxido de carbono no ar, que causam problemas cardiorespiratórios na população e interferência na fauna e flora, além de chuvas ácidas, contaminação de lençois freáticos e contribuem para o aquecimento do planeta.

Mas para a Copa pode.

“Hoje existe muita tecnologia para minimizar e atenuar ou mesmo reduzir bastante os impactos ambientais. A questão é saber se as usinas brasileiras estão recebendo estes aportes financeiros para possibilitar adaptações tecnológicas relevantes” diz o professor Roberto Naime, do Programa de Pós-Graduação em Qualidade Ambiental da Universidade Feevale.

Procurada pela Pública, a assessoria de imprensa da ONS não quis se pronunciar sobre a declaração de Hermes Chipp. Por telefone, o assessor disse que o diretor “não confirma nem desmente a informação” e que “não tem mais nada a declarar sobre isso”.

É para a Copa? Pode poluir e cobrar mais caro. Só não pode deixar os gringos no escuro.

Pode invadir, pode derrubar, só não pode atrasar

O blog Copa Pública é uma experiência de jornalismo cidadão que mostra como a população brasileira tem sido afetada pelos preparativos para a Copa de 2014 – e como está se organizando para não ficar de fora.

Mais recentes

Investigação indica que dinheiro dos credores da Boi Gordo virou terra em Matopiba

19 de junho de 2018 | por

Enquanto 30 mil pessoas lesadas por uma das maiores falências do Brasil lutam por ressarcimento na Justiça, investigação aponta lucros astronômicos obtidos por grupo proprietário da massa falida, com auxílio de fundo de investimento

Quem fiscaliza os tribunais de contas?

14 de junho de 2018 | por

Abarrotados de denúncias de corrupção, TCEs são compostos de membros políticos nomeados pelos governadores e seus aliados

O que dizem os citados na reportagem

14 de junho de 2018 | por

Respostas obtidas pela reportagem da Pública sobre membros de TCEs acusados em escândalos de corrupção

Explore também

A presidente Dilma Rousseff (PT)

Checamos 12 argumentos pró e contra o impeachment

14 de Abril de 2016 | por e

Verificamos frases ditas na comissão especial da Câmara pelos juristas Miguel Reale Júnior e Janaína Paschoal, autores do pedido, e pelo ministro da Advocacia-Geral da União, José Eduardo Cardozo, encarregado da defesa da presidente Dilma

FHC: ‘Lula só quer manter sua popularidade’

23 de Março de 2011 | por

O ex-presidente FHC manteve dois encontros com o cônsul-geral de São Paulo, segundo documentos revelados pelo WikiLeaks.

Reva Bhalla, da Stratfor, no GSI

26 de Março de 2012 | por , e

Representante da Stratfor foi recebida pelo alto escalão do GSI, que teria lhe contado que Brasil "prendeu terroristas ligados ao 11 de setembro"