Agência de Jornalismo Investigativo

Segundo deputado do Ceará, SP, RJ, RS e MG tiveram tratamento diferenciado do governo interino; estados pressionam para também conseguir melhores condições

8 de julho de 2016

“[Os estados do Nordeste] não receberam nenhuma recompensa [na renegociação da dívida com a União] por serem bons pagadores, apesar de atravessarem um período de seca sem precedentes.” – Leônidas Cristino (PDT-CE), em discurso no dia 28 de junho

Correto, mas falta contexto
Correto, mas falta contexto

O deputado Leônidas Cristino criticou a renegociação da dívida dos estados, firmada recentemente pela equipe econômica do governo interino de Michel Temer, em discurso no plenário no dia 28 de junho. Segundo ele, São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais e Rio Grande do Sul tiveram uma negociação muito favorável. Na opinião do parlamentar, os estados nordestinos não receberam nenhuma recompensa por serem bons pagadores. A frase está correta, segundo análise do Truco no Congresso – projeto de fact-checking da Agência Pública, feito em parceria com o Congresso em Foco –, mas falta contexto.

Os quatro estados que Cristino citou em seu discurso como beneficiados têm dívidas significativamente maiores. Rio Grande do Sul, Minas e Rio estão em situação crítica em suas finanças. Logo, a avaliação feita pelo governo foi de que o acordo não bastaria para aliviar a pressão da dívida sobre as contas públicas. É estudada, portanto, uma rodada de negociações adicional para tratar desses estados. São Paulo, que tem a maior dívida, também não ficou satisfeito com o acordo e receberá tratamento diferenciado, embora isso tenha sido negado pelo governador Geraldo Alckmin.

Também é verdade que os estados do Nordeste enfrentam um grave período de seca. Os dados do Monitor das Secas, da Agência Nacional de Águas, no entanto, mostram que a situação foi mais grave no ano passado. De qualquer forma, há uma briga política para conquistar benefícios que aliviem o caixa também desses estados, uma vez que o Brasil vive um período de retração econômica. Como o governo interino precisa de apoio político no Congresso, isso pode obrigá-lo a ceder.

Não por acaso, Temer sofreu uma derrota no Congresso na quarta-feira (6), quando o governo não conseguiu aprovar na Câmara o requerimento de urgência feito justamente para acelerar a aprovação do projeto de renegociação da dívida. Governadores do Nordeste haviam enviado uma carta, uma semana antes, pedindo ajuda especial. Depois da derrota na Câmara, o governo dá sinais de que pode ceder.

O deputado Leônidas Cristino (PDT-CE) criticou o tratamento dado aos estados do Nordeste na renegociação da dívida dos estados
O deputado Leônidas Cristino (PDT-CE) criticou o tratamento dado aos estados do Nordeste na renegociação da dívida dos estados. Foto: Zeca Ribeiro/Câmara dos Deputados

Truco no Congresso

Este texto foi produzido pelo projeto Truco no Congresso, feito em parceria com o site Congresso em Foco entre agosto de 2015 e dezembro de 2016. As classificações adotadas nas checagens são cartas, que diferem dos selos usados na nova fase do projeto Truco, iniciada em fevereiro de 2017.

Comentários

Mais recentes

Bolsonaro dispara dados falsos de economia, saúde e educação

18 de Maio de 2018 | por , , e

Pré-candidato também utilizou números incorretos sobre segurança pública, mas acertou porcentual comprometido do Orçamento

Flávio Rocha cita dados falsos sobre segurança pública

15 de Maio de 2018 | por , e

Pré-candidato à Presidência exagerou número de evangélicos e acertou beneficiados do Bolsa Família em Pernambuco

Marina Silva omite processos, mas acerta sobre meio ambiente

11 de Maio de 2018 | por , e

Presidenciável exagerou sobre pessoas retiradas da pobreza extrema no governo Lula e errou número de povos indígenas

Explore também

Centrais sindicais protestaram em todo o país contra as reformas trabalhista e previdenciária no dia 30 de junho

7 fatos sobre a reforma trabalhista

3 de julho de 2017 | por e

Nos debates em torno da proposta no Congresso, nem sempre os parlamentares usaram dados de forma correta

“Vou bombar para cobrar mais na Copa”

10 de Maio de 2013 | por

De olho no mundial, travestis vão de Fortaleza para São Paulo colocar próteses de silicone através de uma rede de tráfico de pessoas que cresce com a chegada do megaevento

Juiz de Manaus rebate acusações da PF

9 de Janeiro de 2017 | por

Luís Carlos Valois diz que seu trabalho é defender o direito dos presos, que juiz "respeitado pela massa carcerária" é visto como "suspeito" pela polícia e afirma: "sempre recebi ameaças na minha carreira"