Apoie!

Seja aliada da Pública

Seja aliada

Agência de Jornalismo Investigativo

Inauguramos o ano de 2018 com uma baita mudança: nosso novo site.

15 de janeiro de 2018

Foram quase doze meses de trabalho de nossa equipe com a designer Luiza Peixe e o desenvolvedor Babak Fakhamzadeh para construir o site que será a nova casa da Pública. Neste 15 de janeiro, o leitor vai poder conhecer o novo site, mais bonito e responsivo, com uma arquitetura condizente com as mudanças na nossa produção.

A partir de agora, nosso conteúdo será classificado de acordo com o gênero de jornalismo: reportagem, entrevista, crônica, checagem e jornalismo de dados são alguns deles. Todos os nossos autores agora têm uma página própria, com uma pequena biografia, redes sociais e contato, se for o caso. Fica mais fácil para o leitor interagir com os repórteres.

Melhoramos também a busca do site – sim, sabíamos que ela deixava muito a desejar – e integramos todos os nossos sites especiais ao conteúdo cotidiano. Agora, o leitor vai poder encontrar com muito mais facilidade nossas coberturas sobre a Amazônia, a Olimpíada, e nossos projetos com o WikiLeaks, por exemplo. Também criamos templates especiais para valorizar o conteúdo multimídia, em especial os vídeos, que têm se tornado um formato prioritário.

Outra novidade é a seção de “Ensaios Fotográficos”, criada para dar espaço a repórteres fotográficos que percorrem o mundo atrás de boas histórias. Inauguramos essa seção com um ensaio do carioca André Mantelli, que está no México participando do começo da campanha dos zapatistas à presidência do país, uma decisão inédita na história deste movimento.

Criamos, ainda, uma página de Transparência que detalha nossa política de financiamento, nossos principais financiadores e, claro, traz o nome de cada um dos leitores que nos apoiou nas três campanhas de crowdfunding – cerca de 3 mil pessoas.

Nas próximas semanas podem aparecer alguns probleminhas durante a navegação. Por isso, pedimos ao leitor que avise se encontrar algum bug, nos ajudando a deixar o site ainda mais pronto para este ano de 2018. Que, aqui na Pública, vai ser gigante. Teremos muitas novidades.

Seja aliada da Pública

Faça parte do nosso novo programa de apoio recorrente e promova jornalismo investigativo de qualidade. Doações a partir de R$ 10,00/mês.

Comentários de nossos aliados

 Ver comentários

Esta é a área de comentários dos nossos aliados, um espaço de debate para boas discussões sobre as reportagens da Pública. Veja nossa política de comentários.

Carregando…
Você precisa ser um aliado para comentar.
Fechar
Só aliados podem denunciar comentários.
Fechar

Explore também

“Vou bombar para cobrar mais na Copa”

10 de maio de 2013 | por

De olho no mundial, travestis vão de Fortaleza para São Paulo colocar próteses de silicone através de uma rede de tráfico de pessoas que cresce com a chegada do megaevento

Misteriosa rede empresarial chinesa avança sobre recursos naturais africanos

30 de novembro de 2011 | por

Corporação não cumpre promessas de investimento em infraestrutura e faz negociações obscuras com governos repressivos.

Quem grita ‘Não vai ter Copa’?

17 de fevereiro de 2014 | por

A reportagem da Pública procurou os ativistas que articularam a primeira manifestação do ano contra a Copa; encontrou um grupo heterogêneo e determinado a deter o Mundial à base de protestos – sem “atos violentos”

Mais recentes

“Tenho acesso direto aos assessores de Mourão”, diz presidente do Clube Militar

25 de maio de 2019 | por

Às vésperas da manifestação pró-governo, general Eduardo Barbosa defende a ditadura militar, a economia liberal de Paulo Guedes e até Flávio Bolsonaro, investigado no caso Queiroz: “Causa estranheza ao se ver tanta relevância no caso”

Manifestações podem definir futuro de Bolsonaro no Congresso

24 de maio de 2019 | por

A Pública conversou com parlamentares sobre a crise entre governo e Congresso; ceticismo predomina, mas o resultado das ruas no dia 26 terá peso decisivo no futuro dessas relações

Dois anos do massacre de Pau D’Arco: mandantes ainda impunes e ameaça de despejo

24 de maio de 2019 | por

Em entrevista à Pública, a advogada Andréia Silvério, da CPT de Marabá, conta que os sobreviventes da chacina que vitimou dez trabalhadores ocupantes da fazenda Santa Lúcia em Pau D’Arco (PA) não receberam nenhum apoio do Estado, e que novos conflitos são iminentes

Login para aliados

Participe e seja aliado.

Fechar