Apoie!

Seja aliada da Pública

Seja aliada

Agência de Jornalismo Investigativo

Natalia Viana

Codiretora e editora da Agência Pública

Natalia Viana é jornalista há 20 anos, diretora e co-fundadora da Agência Pública e Jornalismo Investigativo. É autora e co-autora de quatro livros sobre violações direitos humanos: Plantados no Chão (Conrad, 2007), Jornal Movimento, uma Reportagem (Manifesto, 2010) e Habeas Corpus: Que Se Apresente o Corpo (Secretaria de Direitos Humanos, 2010) e o e-book O Bispo e Seus Tubarões, sobre o impeachment de Fernando Lugo no Paraguai (Agência Pública, 2013). Como repórter e editora, venceu diversos prêmios de jornalismo,  entre eles o Prêmio Vladimir Herzog de Direitos Humanos (2005/2016/2020), o prêmio Comunique-se (2016/2017), o Prêmio Trofeu Mulher Imprensa (2011/2013), prêmio Gabriel García Márquez (2016) e Ortega y Gasset (2020). Em 2016, foi a jornalista brasileira mais premiada. Em 2019, sua série Efeito Colateral, sobre civis mortos pelo Exército, foi finalista do prêmio Shining Light Award, da Rede Global de Jornalistas Investigativos.

Em 2018, foi reconhecida como empreendedora social da rede Ashoka e passou a integrar o Conselho Reitor da Fundação Gabriel García Márquez. Escreve colunas de opinião para o site El Diario, na Espanha.

CHAVE PGP A697CBC1D5109E76


Mais recentes

En el Ministerio de Justicia, Sérgio Moro le abrió las puertas al FBI en Brasil

4 de maio de 2020 | por

Reuniones de alto nivel, apoyo a una unidad de vigilancia en la Triple Frontera e intercambio de datos biométricos de ciudadanos de los dos países demuestran ese acercamiento

Exclusivo: A desastrosa Operação do Exército que levou à morte de Evaldo Rosa

29 de abril de 2020 | por

Desconhecida até agora, Operação Muquiço efetivamente ocupou favela no Rio de Janeiro e teve legalidade questionada pelo Ministério Público Militar

A rede de Fake News que derrubou Mandetta

17 de abril de 2020 | por , , e

Investigamos quem são os aliados de Bolsonaro que ajudaram a espalhar desinformação sobre Coronavírus e isolamento social defendido pelo ex-ministro

Por coronavírus, Justiça Militar liberta jovens que foram vítimas de tortura em quartel do Exército

26 de março de 2020 | por

Acusados por crimes diferentes na Justiça comum e na Militar, jovens ficaram presos por mais de 500 dias sem condenação

Desde 2015, Lava Jato discutia repartir multa da Petrobras com americanos

12 de março de 2020 | por , , e

Diálogos vazados mostram que “asset sharing” da Petrobras deu o tom da cooperação bilateral com o Departamento de Justiça dos EUA

Como a Lava Jato escondeu do governo federal visita do FBI e procuradores americanos

12 de março de 2020 | por , , e

Deltan Dallagnol e Vladimir Aras não entregaram nomes de pelo menos 17 americanos que estiveram em Curitiba em 2015 sem conhecimento do Ministério da Justiça

“Legítima defesa imaginária” inocenta cabo do Exército que deixou jovem paraplégico

18 de fevereiro de 2020 | por

A vítima, Vitor Santiago, esteve no julgamento no Tribunal Militar: “são militares passando a mão na cabeça de militares”

Como o dinheiro desviado de Angola pelo governo corrupto veio parar na Paraíba

19 de janeiro de 2020 | por , e

Inquérito da PF obtido pela Pública acusa político próximo do ex-presidente angolano José Eduardo dos Santos e sua filha Isabel dos Santos de lavar dinheiro de corrupção no Nordeste

Paixão pelo jornalismo, urgência da colaboração e grito das favelas marcaram Festival 3i

23 de outubro de 2019 | por , e

Evento ocorreu na Fundição Progresso, no Rio de Janeiro, e reuniu jornalistas de oito países e diversas regiões e “quebradas” do Brasil

No Chile, internet serve de “janela” contra toque de recolher e cerco do Exército

22 de outubro de 2019 | por

Em entrevista à Pública, diretora da Fundación Ciudadanía Inteligente Latinoamérica explica por que os protestos estão fazendo a juventude questionar a democracia chilena

Quem vai estar no Festival 3i

11 de outubro de 2019 | por

Encontro vai reunir jornalistas que passaram de veículos tradicionais a novas iniciativas, repórteres investigativos, comunicadores comunitários, tecnólogos e empreendedores

Minha felicidade ficou para trás, diz viúva de Evaldo Rosa

7 de outubro de 2019 | por

Seis meses depois do assassinato de seu marido por soldados do Exército, Luciana Nogueira conta como conseguiu manter limpo o seu nome