Buscar
Agência de jornalismo investigativo
Checagem

Imagem falsa diz que só três países têm voto eletrônico

Montagem denuncia que apenas Brasil, Cuba e Venezuela adotam sistema, mas uso de tecnologia em eleições nacionais ocorre em 23 lugares do mundo

Checagem
12 de junho de 2018
14:00
Este artigo tem mais de 5 ano
Montagem traz informação falsa sobre países que adotam urnas eletrônicas

“De 193 países no mundo, apenas 3 usam urnas eletrônicas: Brasil, Cuba e Venezuela.”

Falso

No dia 6 de junho, por oito votos a dois, o Supremo Tribunal Federal (STF) suspendeu a adoção do voto impresso nas eleições deste ano. Dessa forma, não valerá para outubro o artigo 59-A da minirreforma eleitoral (Lei nº 13.165/2015). A lei estabeleceu que, “no processo de votação eletrônica, a urna imprimirá o registro de cada voto, que será depositado, de forma automática e sem contato manual do eleitor, em local previamente lacrado”.

Ao analisar uma medida cautelar, a maioria dos ministros do STF (8 a 2) concordou com os argumentos da Procuradoria-Geral da República (PGR), que defendeu que o voto impresso é inconstitucional por trazer risco ao sigilo e à liberdade do voto. Além disso, há um alto custo para a implantação da medida, estimado em R$ 2,5 bilhões. Os ministros do STF ainda vão julgar o mérito da ação proposta em fevereiro pela procuradora-geral da República, Raquel Dodge, para definir se haverá o voto impresso em eleições futuras.

Dois dias depois, a página do Facebook Operação Lava Jato – Apoio ao Juiz Sergio Moro publicou uma imagem afirmando que, de 193 países no mundo, somente o Brasil, Cuba e Venezuela possuem o voto por urna eletrônica. A publicação teve mais de 600 compartilhamentos e curtidas até sexta-feira e, dias depois, foi tirada do ar. A imagem, contudo, passou a circular pelo WhatsApp. O Truco – projeto de fact-checking da Agência Pública – analisou a montagem e concluiu que é falsa.

Existem outros países que possuem votação eletrônica, como o Canadá, a Índia e o Butão. O sistema também é adotado em alguns estados norte-americanos. De acordo com o Instituto Internacional para a Democracia e Assistência Eleitoral (International Idea) – uma organização independente que acompanha processos eleitorais em todo o mundo –, 23 países usam sistemas de votação eletrônica em eleições nacionais, dentre 167 analisados. Há também outros 18 que adotam a tecnologia em eleições regionais.

O Brasil utiliza a urna eletrônica desde as eleições municipais de 1996 e passou a adotar a identificação biométrica por impressão digital em 2008, expandindo aos poucos a sua obrigatoriedade. Na Venezuela, que também foi citada na imagem, a urna eletrônica imprime um recibo de confirmação do voto, que é depositado na urna pelo eleitor ­– é o sistema defendido pelos críticos do voto totalmente eletrônico. Em Cuba, no entanto, os votos são coletados ainda em cédulas de papel.

Não é todo mundo que chega até aqui não! Você faz parte do grupo mais fiel da Pública, que costuma vir com a gente até a última palavra do texto. Mas sabia que menos de 1% de nossos leitores apoiam nosso trabalho financeiramente? Estes são Aliados da Pública, que são muito bem recompensados pela ajuda que eles dão. São descontos em livros, streaming de graça, participação nas nossas newsletters e contato direto com a redação em troca de um apoio que custa menos de R$ 1 por dia.

Clica aqui pra saber mais!

Quer entender melhor? A Pública te ajuda.

Truco

Este texto foi produzido pelo Truco, o projeto de fact-checking da Agência Pública. Entenda a nossa metodologia de checagem e conheça os selos de classificação adotados em https://apublica.org/truco. Sugestões, críticas e observações sobre esta checagem podem ser enviadas para o e-mail truco@apublica.org e por WhatsApp ou Telegram: (11) 99816-3949. Acompanhe também no Twitter e no Facebook. Desde o dia 30 de julho de 2018, os selos “Distorcido” e “Contraditório” deixaram de ser usados no Truco. Além disso, adotamos um novo selo, “Subestimado”. Saiba mais sobre a mudança.

Leia também

Imagem sobre trajetória de Pedro Parente faz acusações falsas

Por

Ex-presidente da Petrobras não era da equipe econômica do governo Collor, nem fazia parte de Ministério de Minas e Energia na crise do apagão de FHC

Imagem erra ao comparar desemprego de FHC, Lula, Dilma e Temer

Por

Imagem atribui fonte dos dados ao IBGE, mas usa números de levantamentos diferentes e que não podem ser confrontados

Notas mais recentes

Bancada bolsonarista no Congresso barra avanço de projeto que institui educação climática


8/1: Bolsonaristas debatem dia do preso político e abrem espaço para suspeitos de crimes


Quilombolas marcham até o Congresso e cobram rapidez na titulação de terras


Médico antiaborto vai representar CFM em audiência sobre violência contra mulheres


Delegado que investigou ex-assessor de Arthur Lira vira alvo da PF


Leia também

Imagem sobre trajetória de Pedro Parente faz acusações falsas


Imagem erra ao comparar desemprego de FHC, Lula, Dilma e Temer


Faça parte

Saiba de tudo que investigamos

Fique por dentro

Receba conteúdos exclusivos da Pública de graça no seu email.

Artigos mais recentes