Agência de Jornalismo Investigativo

Próxima parada: justiça ou anistia? – com Conrado Hubner

Cientista político analisa atuação do judiciário e quais cenários possíveis para um futuro onde há muito em jogo

Ouça agora:

EP 52 Próxima parada: justiça ou anistia? – com Conrado Hubner

Cientista político analisa atuação do judiciário e quais cenários possíveis para um futuro onde há muito em jogo

0:00
11 de novembro de 2022
08:00

Enquanto alguns apoiadores de Bolsonaro continuam agarrados ao caminhão do golpismo que não sabem onde vai parar, o futuro governo Lula segue em sua etapa de transição, na expectativa das definições de nomes que irão ajudar a compor o cenário político nesse terceiro mandato.

Entre as muitas coisas que mudaram no clima político brasileiro desde o segundo mandato de Lula, um fato inegável é que o judiciário – sobretudo o STF – passou a participar das conversas do cotidiano, com nomes de juízes e ministros “na boca do povo” como nunca antes.

O poder judiciário teve papel essencial durante os últimos anos e durante as eleições. Também será muito importante, junto com os outros poderes, para o resgate da democracia. Mas Bolsonaro será responsabilizado pelos crimes que cometeu? Qual a importância disso para esse processo e também para a nossa história?

Para conversar sobre isso e ainda analisar outras questões relevantes que pairam nesse aquecimento para 2023, Andrea Dip e Clarissa Levy conversam hoje com Conrado Hubner, professor de direito constitucional da USP, doutor em Direito e Ciência Política e membro do Observatório de Pesquisa, Ciência e Liberdade, o SBPC, e colunista da Folha, que alerta que mais do que previsões, a sociedade brasileira precisa encontrar certos caminhos – ou em 2026 o desafio será maior.

Precisamos te contar uma coisa: Investigar uma reportagem como essa dá muito trabalho e custa caro. Temos que contratar repórteres, editores, fotógrafos, ilustradores, profissionais de redes sociais, advogados… e muitas vezes nossa equipe passa meses mergulhada em uma mesma história para documentar crimes ou abusos de poder e te informar sobre eles. 

Agora, pense bem: quanto vale saber as coisas que a Pública revela? Alguma reportagem nossa já te revoltou? É fundamental que a gente continue denunciando o que está errado em nosso país? 

Assim como você, milhares de leitores da Pública acreditam no valor do nosso trabalho e, por isso, doam mensalmente para fortalecer nossas investigações.

Apoie a Pública hoje e dê a sua contribuição para o jornalismo valente e independente que fazemos todos os dias!

Mais recentes

Governo de MG avaliza exploração na Serra do Curral após negativa da AGU

29 de novembro de 2022 | por

Mineradoras Gute Sicht e Fleurs Global são investigadas pela PF e atuam sem licenciamento ambiental

COP27 entrega fundo de perdas e danos mas tem trégua com combustíveis fósseis

22 de novembro de 2022 | por

Analisamos os resultados da conferência que, apesar de decisão histórica, não foi capaz de aumentar ambição climática

Na COP27, Lula inicia retorno do Brasil à agenda global de combate às mudanças climáticas

19 de novembro de 2022 | por

Com perspectiva de nova postura para o Brasil, passagem do presidente eleito se tornou um dos grandes destaques da COP