Quatro jornalistas do Ceará produziram um documentário completo sobre as manifestações em Fortaleza, Ceará, gravado nas ruas, no calor da hora. Assista aqui o video.

Quatro jornalistas do Ceará produziram um documentário completo sobre as manifestações em Fortaleza, Ceará, gravado nas ruas, no calor da hora. Assista aqui o video.

5 de agosto de 2013
09:00
Este texto foi publicado há mais de 7 anos.

Durante os meses de junho e julho, o Coletivo Nigéria, parceiro da Pública,  acompanhou as manifestações de rua em Fortaleza, Ceará, registrando depoimentos e cenas dos protestos. O resultado é esse documentário jornalístico, em que o narrador pouco interfere nos fatos, levando o espectador a conhecer todos os tipos de manifestantes, o que move cada um, e de que modo a violência – policial e/ou da sociedade – participa dessas manifestações.

vand

Um relato/reflexão realizado no calor da hora, em que a cronologia dos fatos, a variedade de ângulos e de entrevistados, e a sobriedade dos jornalistas, contribuem para criar um panorama completo das manifestações em Fortaleza, revelador para os que buscam compreender quem é e o que deseja essa juventude que está nas ruas das capitais brasileiras.

Assista aqui:

[relacionados]

Seja aliada da Pública

Quer saber como nossos repórteres descobriram estas injustiças? Doe para a Pública e ajude a lançar um novo podcast com bastidores das nossas reportagens.

Mais recentes

O que as mensagens de Robinho revelam sobre os grupos de Whatsapp dos homens

27 de outubro de 2020 | por

Segundo pesquisadora Valeska Zanello, para combater o estupro e o feminicídio, do ponto de vista da saúde pública, é necessário encarar o vetor: a masculinidade violenta

A íntima relação entre narcotráfico e política no Brasil

26 de outubro de 2020 | por

Investigação da Polícia Federal obtida pela Pública traz detalhes de como os lucros da cocaína são lavados no agronegócio e com elos na política

Podcast: dossiê Antifascista, a espionagem no governo Bolsonaro

23 de outubro de 2020 | por , e

Neste terceiro episódio do Pauta Pública, o jornalista Rubens Valente contou os bastidores do furo de reportagem sobre o dossiê antifascista e revelou detalhes do sistema de espionagem em curso no país