Agência de Jornalismo Investigativo

Quatro jornalistas do Ceará produziram um documentário completo sobre as manifestações em Fortaleza, Ceará, gravado nas ruas, no calor da hora. Assista aqui o video.

5 de agosto de 2013

Durante os meses de junho e julho, o Coletivo Nigéria, parceiro da Pública,  acompanhou as manifestações de rua em Fortaleza, Ceará, registrando depoimentos e cenas dos protestos. O resultado é esse documentário jornalístico, em que o narrador pouco interfere nos fatos, levando o espectador a conhecer todos os tipos de manifestantes, o que move cada um, e de que modo a violência – policial e/ou da sociedade – participa dessas manifestações.

vand

Um relato/reflexão realizado no calor da hora, em que a cronologia dos fatos, a variedade de ângulos e de entrevistados, e a sobriedade dos jornalistas, contribuem para criar um panorama completo das manifestações em Fortaleza, revelador para os que buscam compreender quem é e o que deseja essa juventude que está nas ruas das capitais brasileiras.

Assista aqui:

[relacionados]

Mais recentes

A tropa de choque de Bolsonaro no Congresso

21 de janeiro de 2019 | por e

Representantes da velha política e estreantes, acusados e réus em processos, maçons e ex-policiais se misturam na nova bancada do PSL

Governo liberou registros de agrotóxicos altamente tóxicos

18 de janeiro de 2019 | por e

Entre eles está o Sulfoxaflor, liberado nos últimos dias do ano passado, que já foi acusado de exterminar as abelhas nos EUA

Registros de novas lojas de armas aumentaram mais de 1.000% em 15 anos

17 de janeiro de 2019 | por e

Novos registros concedidos pelo Exército para estabelecimentos comerciais foram de 16 em 2003 para 206 em 2018, segundo dados obtidos pela Lei de Acesso à Informação; maior concentração é na Região Sul do país

Explore também

O Mundo Amanhã: ocupando as ruas

14 de novembro de 2012 | por

Na sétima entrevista da série, Julian Assange conversa com integrantes do movimento Occupy de Londres e Nova York sobre as origens, as propostas e os resultados das manifestações

Para os Awá-Guajá, trem da Vale é o "barulho do terror"

28 de fevereiro de 2013 | por

Uma das tribos mais ameaçadas do mundo não conhecia os brancos até recentemente. Mas na reserva do Gurupi (MA) o impacto do pólo minerador-exportador põe em risco seu modo de vida

Festa junina em Brasília.

| De olho | Festa junina quase paralisa votações na Câmara

26 de junho de 2016 | por

O presidente interino da Câmara, Waldir Maranhão, deu folga de 13 dias a colegas – o que prorrogaria a cassação de Eduardo Cunha –, mas voltou atrás depois de ser pressionado