Agência de Jornalismo Investigativo

Cantando o novo consumo brasileiro, o funk ostentação nasceu na Baixada Santista, em São Paulo, e chegou às periferias das capitais brasileiras

19 de setembro de 2014

Depois de uma década de programas de inclusão social, marcada principalmente pela ampliação do poder de consumo dos mais pobres, o Funk Ostentação ganhou notoriedade entre o público jovem das grandes cidades: seus videoclipes têm milhões de centenas de acesso no Youtube, seus shows atraem multidões nas periferias de todo o país.

A Pública buscou conhecer mais sobre esse universo ouvindo MCs, produtores e fãs do “ostentação”. Para eles, atraente é quem usa roupas, acessórios e carros caros, correntes de ouro, notas de R$ 100. Nas palavras de Washington Rodrigues Veloso, um dos principais produtores de videoclipes do ritmo no eixo Rio-São Paulo, para “bombar na internet precisa ter carros, de luxo, mansões, dinheiro, ouro, mulheres bonitas, champanhe, essas coisas”.

O minidoc “Onde Deus é uma nota de 100” – que teve o apoio do Canal Futura – apresenta o outro lado desse universo. Os protagonistas dessa cena nos levam para o seu mundo, na periferia onde viveram histórias de pobreza e violência na infância, e onde agora exaltam, com o funk, a ascensão social como um troféu de vitória. Seus depoimentos traçam um retrato das transformações sociais vividas pelo país nos últimos 20 anos. Na sociedade do novo consumo, ser da periferia ainda é sua identidade principal – mas a ordem é ter para existir.

Confira o Minidoc:

Mais recentes

Microbolsas: investigue a volta da fome no Brasil

20 de agosto de 2018 | por

A Pública e a Oxfam Brasil vão conceder quatro bolsas de R$ 7 mil para os repórteres com as melhores pautas sobre fome

“O tempo do Judiciário é incompatível com qualquer tempo do ser humano”

17 de agosto de 2018 | por

Ex-ministra do STJ Eliana Calmon afirma que faltou a Lava Jato chegar ao Poder Judiciário e que CNJ se transformou em um órgão de controle que não funciona

Truco nos Estados

15 de agosto de 2018 | por

Acompanhe nossa cobertura das eleições governamentais. São 31 jornalistas checando os candidatos a governador em 7 estados!

Explore também

Marcos Rogério e aborto legal. Blefe!

23 de outubro de 2015 | por

“[A obrigação dos serviços de saúde de encaminhar vítimas de violência sexual à delegacia] protege as provas e busca punir os agressores; não vemos razão para que seja retirada do texto”, disse o deputado Marcos Rogério (PDT-RO), na quarta-feira (21)

EUA: Empresas de mídia X transparência pública

16 de maio de 2012 | por

Reportagem da organização ProPublica revela como a mídia americana agiu contra a divulgação de verbas que recebe dos partidos políticos

Lenha na fogueira

25 de junho de 2012 | por

No Brasil, apenas 8% dos homicídios são solucionados e 63% da população não confia na polícia. A Pública foi ouvir quem convive no dia-a-dia e quem estuda o fracasso das nossas forças policiais